Pai suspeito de estupro tratava a filha como sua mulher

Pai acusado de estuprar filha de 20 anos

Jovem de 20 anos já tinha denunciado o homem quando era menor de idade
foto: Reprodução Rede Record
Hélio Barcelos Guimarães já tinha cumprido pena de dez anos pelo assassinato da ex-mulher
 
O corretor de imóveis Hélio Barcelos Guimarães, de 49 anos, preso em flagrante estuprando a própria filha dentro de casa em Vicente Pires, região administrativa do DF, tratava a garota com possessividade. Segundo o delegado Raimundo Vanderly, da 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte), Hélio passou a ter a filha como mulher. A jovem de 20 anos chegou a terminar o namoro por conta do ciúme e das agressões sexuais do pai, que não gostava que a filha saísse nem para trabalhar.

De acordo com a polícia, o homem já tinha passado dez anos preso por ter matado a ex-mulher e tem passagem, também, por ser acusado de estuprar a sobrinha, de 14 anos, há mais ou menos cinco anos.

A garota veio morar em Brasília com o pai aos 15 anos de idade. A polícia conta que quando o homem descobriu que tinha uma filha morando em Palmas, Estado do Tocantins, fez contato com ela e pediu para que a garota viesse morar com ele em Brasília. Segundo o delegado, quando o pai começou a se insinuar para a garota, desde que começaram a morar juntos, ela mesma denunciou o caso à DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).
Na noite desta quinta-feira (21), os vizinhos ouviram o grito de desespero e pedido de socorro da jovem e ligaram para a polícia, que chegou ao local e pegou o homem no ato sexual contra a própria filha dentro de casa.

Ele foi preso em flagrante e levado para a 17ª DP. De acordo com a polícia, o corretor agora vai responder por estupro e pela Lei Maria da Penha, que trata de assuntos ligados à violência contra a mulher, pelo abuso contra a filha. Se condenado, pode ficar mais dez anos na cadeia.

Assista ao vídeo:


Comentários