Perueiros clandestinos tentam impedir reportagem da Record; equipe é agredida

Priscila Fonseca
Durante uma semana, o jornalismo da Record investigou as vans clandestinas em São Paulo. Com a ajuda do produtor, a emissora visitou vários terminais pra mostrar como funciona o esquema. Além da matéria, a investigação resultou em agressão.
record_agressao
Matéria da Record acaba em agressão 
(Imagem: Reprodução)
No decorrer da apuração, ao registrar as imagens, a equipe filmou o interior dos veículos clandestinos. Um dos motoristas percebeu o movimento e, em seguida, vários outros surgiram e cercaram o automóvel da emissora. Na ocasião, eles tentaram quebrar o vidro e deram vários chutes na porta. 
A produção acionou a Policia Militar e também registrou um boletim de ocorrência. O GPS da equipe foi roubado. Ao lado do local onde acontece as irrregularidades tem um posto policial, no qual os envolvidos prestaram esclarecimento. Até o momento ninguém foi preso.A apuração trouxe à pauta diversas irregularidades, que foram registradas com uma câmera escondia. Veículos lotados e, inclusive, com crianças foram mostrados durante a matéria. "Diante da violência, fica a pergunta: que esquema é esse? Tão explícito, tão pesado e tão impune?", finalizou a reportagem.

Comentários