Petrobras reajusta gasolina em 7,83%, porém o aumento não deve ser repassado a consumidor

A Petrobras anunciou nesta sexta (22) algo que o mercado esperava há semanas: o aumento dos combustíveis. A gasolina foi reajustada em 7,83%. O óleo diesel, em 3,94%. Os percentuais não devem porém, ser repassados ao consumidor final.
Por quê? O Ministério da Fazenda cuidou de reduzir a zero a alíquota da Cide, contribuição que incide sobre os preços dos combustíveis. Com isso, informou o governo em nota, “os preços, com impostos, cobrados das distribuidoras e pagos pelos consumidores não terão aumento.”

O reajuste começa a valer já nesta segunda-feira (25). A Petrobras atribuiu a elevação à necessidade de “alinhar” os preços de derivados de petróleo aos valores praticados no mercado internacional.
Na semana passada, a estatal petroleira divulgara o seu plano de negócios para o período de 2012 a 2016. Prevê investimentos de US$ 236,5 milhões. Graça Foster, presidente da Petrobras, dissera que, sem o aumento dos combustíveis, a meta não seria viável.
Josias de Souza

Comentários