Polícia Civil do Maranhão divulga retrato falado do assassino do jornalista Décio Sá

Na última quinta-feira (31/5), a Polícia Civil do Maranhão divulgou retrato falado do executor do jornalista maranhense Décio Sá, assassinado com cinco tiros há 38 dias em um bar na Avenida Litorânea, na capital maranhense. O homem foi descrito como tendo cerca de 28 anos, aparência indígena, cútis parda, cabelos lisos e olhos escuros, usando camiseta escura e bermuda jeans, segundo informações das testemunhas que o viram fugir por uma duna próxima ao local.
Crédito:Divulgação
Retrato falado reconstitui rosto do assassino de Décio Sá
De acordo com o portal da Veja, o secretário de Segurança Pública do Maranhão Aluísio Mendes revelou que o retrato falado já estava pronto "há bastante tempo", mas não foi revelado porque havia providências que teriam de ser tomadas antes da divulgação. O retrato já foi encaminhado para todos os centros de inteligência das secretarias de Segurança e das polícias de todo o Brasil.

"Cada crime tem uma dinâmica específica. A polícia já tem esse retrato falado há algum tempo. Nós queríamos garantir a confecção de um retrato mais próximo da realidade. As testemunhas foram ouvidas várias vezes, para que não houvesse divergências", explicou o secretário.

Em nota, a Secretaria de Segurança pública informou que o documento foi confeccionado pela Polícia Federal (PF) juntamente com os peritos do Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim-MA). 

Comentários