Rede Globo pede desculpas a Sonia Braga


POR GUILHERME SCARPA
Foto: Divulgação
Sonia e Armando Bogus (Seu Nacib) na primeira ’Gabriela’. Juliana Paes e Humberto Martins interpretam os papéis que foram deles na nova versão | Foto: Divulgação
A uma semana da estreia do ‘remake’ do sucesso de 1975, imortalizado por Sonia Braga, alguns versos da música ‘Modinha para Gabriela’, de Dorival Caymmi, parecem não se encaixar mais. “Quem me batizou, quem me nomeou, pouco me importou, é assim que eu sou” deu lugar ao avesso disso. Pelo menos no coração da primeira intérprete da célebre personagem criada por Jorge Amado, que desabafou na Internet e ontem, procurada por O DIA  em sua casa, em Niterói, quis se calar.
Esquecida na reportagem sobre a novela no ‘Fantástico’, a atriz disparou sua metralhadora cheia de mágoas no Twitter e no Facebook. “Fiquei estarrecida ao assistir ao ‘Fantástico’ de hoje (domingo). Estarrecida e chocada com o exemplo de mau jornalismo. O programa mostrou imagens minhas, na novela original, mas sequer me mencionou como a intérprete original da personagem. Das duas, uma: ou foi incompetência ou, pior, falta de respeito mesmo e pura má-fé. Mas isso não chega a ser novidade na emissora. Talvez porque não tenha aceitado trabalhar de graça para eles na divulgação, em Portugal, da novela ‘Dancin’ Days’. Em troca, preferiram me apagar dahistória da tevê”, postou Sonia.
Mas, depois que suas palavras reverberaram nas redes sociais, a atriz acabou ganhando um pedido de desculpas da emissora, que, segundo sua irmã, Maria Braga, não valeu. “Se houve um pedido de desculpas, foi público. Ninguém entrou em contato com a minha irmã”, disse Maria.
No entanto, a emissora, ontem à tarde, se retratou. “Foi um erro, pelo qual pedimos desculpas a Sonia Braga e aos telespectadores. A única explicação que pudemos encontrar é que a atriz, como Gabriela, é inesquecível a tal ponto que as imagens da personagem subindo o telhado na primeira versão, já parte da melhor antologia da TVbrasileira, pareceram aos editores suficientes, porque todos conhecem Sonia Braga. Foi um erro, como dissemos, sem que em sua origem, no entanto, estejam as suposições que a atriz menciona na mensagem dela nas redes sociais”, diz o comunicado.
Mesmo revoltada, Sonia não deixou de elogiar a escolha de Juliana Paes para viver a personagem que a projetou na nova versão da novela, escrita por Walcyr Carrasco. Mas custou a amaciar. “Achei perfeita a escolha”, disse ela no Twitter. O autor do remake ficou do lado das duas Gabrielas. “A gente queria muito que a Juliana fizesse o papel. Não sei o que houve quanto ao incidente, mas Sonia Braga fez uma excelente Gabriela. Sonia é uma grande Gabriela”, elogia Walcyr, que confessa não ter convidado a atriz para o remake. “O único papel que ela poderia fazer na nova versão seria o de Maria Machadão. Mas convidamos a Ivete (Sangalo) e ela aceitou”, revela o autor, sem confirmar se a antológica cena do telhado será reeditada. “Isso é surpresa, ainda não sei”, afirma.
No fim das contas, agora fidelíssima aos versos que Tom Jobim escreveu em ‘Tema de Amor de Gabriela’ — do filme ‘Gabriela Cravo e Canela’ (1983), de Bruno Barreto, em que Sonia também interpretou a libidinosa personagem —, a atriz, “com raiva e amor”, perdoou a Globo. “Melhor assim. Desculpas aceitas”, publicou ela em seu Facebook a tempo de publicarmos aqui.
Magoada por ter sido esquecida em reportagem sobre a nova versão da novela que a transformou em musa, atriz desabafa na Internet.

Comentários