Atletismo tem dois casos de doping antes do início da Olimpíada


Londres 2012
Às vésperas da estreia nos Jogos Olímpicos, dois corredores dos 3.000 com obstáculos foram cortados por suas federações nacionais. Não vão competir na Olimpíada por envolvimento com doping.
O espanhol Angel Mullera não teve resultado positivo em exame antidoping, mas foram encontradas conversas dele por e-mail com seu treinador que indicam o uso de EPO, substância que aumenta a oxigenação do sangue.
O corredor foi submetido a oito testes em 2011, todos negativos. Mas a federação espanhola decidiu convocar outro atleta para seu lugar em Londres: Sebastián Martos.


O francês Nordine Gezzar tem caso mais grave. Ele testou positivo para EPO. O corredor pediu a análise da amostra B de sua urina. Se for confirmado o doping, ele pode ser banido do esporte, já que foi punido pelo uso de substâncias proibidas em 2006.
A Olimpíada começa no próximo dia 25, com o torneio de futebol.
da folha de são paulo

Comentários