Brasil tem mais de quatro casos de homofobia por dia, comprova pesquisa


Levantamento inédito da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), em parceria com estados e municípios, traz dados sistematizados sobre a escalada de violência contra homossexuais no Brasil. Antes, as únicas informações disponíveis eram de organizações não governamentais, sendo a principal delas o Grupo Gay da Bahia (GGB), que realiza pesquisas há mais de 20 anos. Os registros oficiais são baseados em denúncias recebidas pelo Disque 100 — serviço de proteção oferecido pelo governo federal. As violações contra homossexuais representam 67,8% do total de ligações feitas no ano passado, quando foram registrados 278 homicídios. A cada dia, 4,69 pessoas, em média, foram vítimas de violência homofóbica.

De janeiro a dezembro de 2011, a pasta identificou a ocorrência de 6.809 denúncias de desrespeito aos direitos humanos de homossexuais. Os estados com maior incidência foram São Paulo (1.110), Minas Gerais (563), Rio de Janeiro (518), Ceará (476) e Bahia (468). O Distrito Federal encontra-se na 12ª posição, com 225 notificações. O relatório destaca o número de vezes em que uma mesma pessoa sofreu ataques, revelando um padrão de repetição de violência contra 1.713 vítimas. Em média, foram 3,97 violações por pessoa agredida. Outro aspecto ressaltado nas estatísticas é um número maior de suspeitos (2.275) em relação ao de vítimas. A diferença entre a quantidade sugere que as violações são cometidas por mais de um agressor ao mesmo tempo. Os dados da SDH indicam que em 61,9% dos casos, o agressor é próximo e, desse total, 38,2% são familiares. (veja arte)

Comentários