Dois motoristas furam barreira policial e são mortos pela PM


O publicitário Ricardo Prudente de Aquino, de 39 anos, passou em alta velocidade por policiais militares que abordavam outro motorista. Os PMs perseguiram Ricardo, que só parou quando bateu em uma viatura. Os policiais disseram ter confundido o celular do publicitário com uma arma e atiraram.

Em Santos, uma situação parecida resultou na morte de Bruno Vicente de Gouveia e Viana, de 19 anos. Ele estava com amigos e não parou em uma abordagem. Segundo a polícia, houve perseguição e troca de tiros. No total, 25 disparos foram feitos contra o carro.

Comentários