Em Araruama, Vigilância Sanitária promove campanha contra hepatite


Manicures da cidade receberão treinamento para evitar proliferação da doença

O cuidado com o visual faz parte da preocupação da maioria das mulheres. Vaidosas, não abrem mão de roupas novas, cabeleireiro ou manicure. Mas essa vaidade pode custar caro, principalmente no caso de quem não presta atenção aos cuidados básicos de higiene na hora de deixar as unhas mais bonitas. Escolher um salão, ou uma profissional, que saiba cuidar bem de seus equipamentos, é fundamental para evitar diversas doenças, entre elas a hepatite, uma doença transmitida por vírus e que pode ser fatal.


No próximo dia 28 é o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais. Em comemoração à data, o Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Araruama vai promover, nesta segunda-feira (dia 9), das 9 às 17 horas, no Posto de Atendimento Médico (PAM), a primeira ação de prevenção às hepatites virais, através do evento “CUIDANDO DE QUEM CUIDA DE NOSSAS MÃOS”, voltado para a capacitação das manicures da cidade. O objetivo, segundo Janete Rangel, Coordenadora DST/HIV/Hepatites Virais, é fazer com que essas profissionais se conscientizem da importância da esterilização correta de equipamentos como alicates e tesouras, evitando o surgimento de novos casos de hepatite no município.
- Infelizmente as pessoas não costumam dar muita atenção a doenças como a hepatite. As mulheres, principalmente, costumam ir aos salões e sequer procuram saber se o alicate que está sendo utilizado foi esterilizado da forma correta. Acham que só o fato de limpá-lo com álcool ou acetona é o suficiente e não é. O vírus é altamente resistente, sobrevive ativo no ambiente externo por vários dias. Por isso esta campanha é tão importante: porque vamos mostrar às manicures a forma correta de cuidar do seu equipamento evitando novos casos de hepatite – explicou Janete. Durante a atividade, as manicures terão à disposição diversos serviços de saúde como coleta de preventivo, mamografia, vacinação, exames sorológicos e atividades educativas.
Atualmente o Brasil possui de mais 91 mil casos de Hepatite A, 56 mil casos de Hepatite B e 76 mil casos de Hepatite C. Em Araruama este ano foram notificados 20 casos de Hepatite pela Secretaria Municipal de Saúde, sendo 9 confirmados de Hepatite B, 1 confirmado de Hepatite C e 5 casos de Hepatite A aguardando confirmação.  Em média, a cada ano 40 novos casos são notificados, sendo o tipo B o mais comum deles. E Janete alerta: o perigo não está apenas nos salões de beleza: “Tatuagens e piercings também podem transmitir a hepatite, assim como injeções cujas seringas são compartilhadas e relações sexuais sem a devida proteção”.

Comentários