Ministério Público Eleitoral entra com duas ações contra Paes

TRE-RJ diz que procedimentos se referem a propaganda em faixas na Zona Oeste

RIO - O Ministério Público Eleitoral (MPE) ajuizou nesta quinta-feira duas representações contra o prefeito e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB), a deputada estadual Lucinha (PSDB) e seu filho, o candidato a vereador, Júnior da Lucinha (PSDB), por propaganda eleitoral antecipada. No estado, o MPE já ingressou com 150 ações por publicidade irregular contra postulantes a cargos eletivos, sendo 20 procedimentos na capital, um deles contra o candidato a prefeito Marcelo Freixo (PSOL).



O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) diz que os procedimentos contra Paes se referem a propaganda em faixas na Zona Oeste. Na segunda-feira, o MPE ingressou com outra ação contra o prefeito por ter cedido o Palácio da Cidade para a apresentação do jogador do Botafogo Clarence Seedorf.
Há também nove candidatos a vereador no Rio na mira da Justiça Eleitoral por propaganda irregular. Entre eles estão Cristiane Brasil (PTB), Jairinho (PSC) e Professor Uóston (PMDB).
A assessoria de Paes informa que ele não foi notificado sobre as ações. A deputada Lucinha e seu filho não retornaram as ligações do GLOBO.


© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.  


Comentários

Anônimo disse…
Pra quem não sabe, não acompanha notícias sobre política, muitos candidatos acabam mesmo se enganando, se confundindo, e fazendo propaganda política antes da época mesmo. Acontece!