Nos EUA, Conselho da Casa Branca decide não punir repórter que interrompeu discurso de Obama



Em uma reunião ocorrida no final do mês de junho, os representantes da Casa Branca concordaram que, embora Neil Munro tenha se comportado de forma errada ao interromper Obama duas vezes durante um discurso, sua atitude não justifica uma ação oficial por parte da presidência.


Julie Mason, representante do conselho da Casa Branca, disse ao Huffington Post que não é dever deles policiar os jornalistas. "Não policiamos outros repórteres. Não é nosso trabalho monitorar as atividades deles. Não temos nenhum código escrito de conduta que ele tenha violado, e nós não queremos um. Onde isso vai parar? Vamos impor um código para os tipos de roupas? Limites de perguntas?", disse ela.

O discurso de Obama falava sobre imigração e Munro o interrompeu duas vezes para fazer perguntas, incluindo "por que você favorece os estrangeiros em detrimento dos trabalhadores americanos?".
Redação Portal IMPRENSA 11/07/2012 11:30




























Comentários