Policiais acusados de matar engenheira foram promovidos depois do crime


Policiais passaram a semana fazendo buscas para encontrar o corpo de Patrícia Amieiro
Policiais passaram a semana fazendo buscas para encontrar o corpo de Patrícia Amieiro Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo
Os quatro PMs acusados de matar e ocultar o cadáver da engenheira Patrícia Amieiro, desaparecida há quatro anos, foram promovidos depois do crime. A informação foi dada durante o novo interrogatório dos réus, nesta sexta-feira. a juíza Ludmila Vanessa Lins da Silva, do 1º Tribunal do Júri, pediu a qualificação dos quatro.
Marcos Paulo Nogueira Maranhão foi promovido a sargento; Wiliam Luís do Nascimento, a terceiro sargento; Fábio da Silveira Santana a cabo e Márcio de Oliveira Santos foram promovidos a sargentos. Todos respondem ao processo em liberdade.
Os quatro acusados falaram durante o interrogatório e negaram a autoria do crime. Eles disseram que houve um acidente e que não havia corpo algum dentro do carro.
-Não tinha motivo para não promovê-los. Nem conselho de disciplina eles responderam- afirmou o advogado dos PMs, Nélio Andrade, em entrevista ao G1.


Comentários