PT reúne gays de 18 Estados para debater campanha eleitoral

O Seminário de Planejamento do Setorial LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) do PT reúne neste fim de semana, em Brasília, membros de 18 Estados para analisar a conjuntura nacional e as perspectivas para as eleições municipais deste ano. O evento deve contar com a presença do secretário nacional de Movimentos Populares, Renato Simões.


Para o coordenador nacional do Setorial LGBT, Marcelo Nascimento, esse é o primeiro seminário de planejamento do setorial e tem por finalidade construir um Plano de Ação para os próximos três anos, o que inclui diretrizes para a atuação dos militantes junto aos governos federal, estadual e municipal, além da relação com a bancada petista no Congresso.
O PT também lançará uma plataforma LGBT para as eleições municipais. O documento traz propostas para a formulação de politicas públicas orientadas pelo tema central do seminário - "Eleições 2012: Construindo Cidades Sem Homofobia". O seminário será realizado no auditório da sede nacional do PT em Brasília.
De acordo com levantamento feito pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), 110 pessoas ligadas ao movimento LGBT disputarão as eleições municipais, o maior número de candidatos gays já registrados no Brasil. Segundo o presidente da ABGLT, Toni Reis, o número representa um avanço histórico para a categoria e demonstra não só a diminuição do preconceito por parte da sociedade, como também o fortalecimento da categoria. "Claro que ainda sofremos discriminação, mas isso demonstra o crescimento do nosso movimento em todas as cidades do Brasil", afirmou.
Terra

Comentários