TSE e Ministério da Defesa fecham parceria para eleições 2012


Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Ministério da Defesa assinaram um acordo na quarta-feira estabelecendo diretrizes para o trabalho que será desenvolvido pelas duas instituições durante as eleições municipais deste ano. O documento prevê o apoio das Forças Armadas à Justiça Eleitoral, em caso de necessidade, para áreas que exijam atenção especial e cujos Tribunais Regionais Eleitorais solicitem auxílio.


"O cidadão brasileiro sabe que pode contar com essa participação, que é importante porque nós queremos que o cidadão tenha a garantia de que ele terá o conforto, a segurança e a tranquilidade para exercer o que é um direito constitucional e o que é um dever cívico com a sociedade e com a história. Isto para que, anos depois, possamos também ter um Brasil que os próprios eleitores escolheram, da forma que eles escolheram como autores de sua história", disse a ministra Cármen Lúcia, após assinar o acordo.
O ministro da Defesa, Celso Amorim, rafirmou a importância da parceria, que já ocorreu com sucesso em eleições anteriores. "Nós seguiremos naturalmente a orientação da Justiça, da presidente do TSE. O importante é que, no documento de hoje, que não é uma novidade porque isso já ocorreu em 2008 e 2010, é que ele fixa também os procedimentos básicos acordados, porque sempre pode haver uma dúvida - será que soldados podem fazer isso, devem aparecer fardados em tal lugar, não devem - porque nós vivemos um clima de normalidade, o Brasil tem um clima de normalidade".
Terra

Comentários