Jornalista é agredido e algemado ao fotografar prisão nos EUA

    O repórter fotográfico Robert Stolarik alegou ter sido agredido e algemado em Nova York (EUA), no bairro do Bronx, após ter fotografado um flagrante de prisão, informou o Blog Jornalismo nas Américas.
Stolarik estava registrando uma briga de rua quando passou a fotografar a prisão de uma adolescente. No local, a polícia pediu ao jornalista que parasse de fotografar. Stolarik mostrou sua credencial de imprensa e continuou o trabalho.

Segundo Stolarik, em seguida os policiais arrancaram sua câmera e o arrastaram no chão, onde recebeu chutes que resultaram em "arranhões e contusões".
A polícia alegou que o fotógrafo desrespeitou as ordens dos policiais ao registrar "inadvertidamente" a prisão. Stolarik teria "resistido violentamente sendo algemado".
O episódio de Stolarik é o último de uma série de conflitos envolvendo o Departamento de Polícia de Nova York (NYPD, na sigla em inglês) e jornalistas. A situação foi acentuada em outubro de 2011 quando a polícia impediu jornalistas de cobrir protestos do movimento Occupy Wall Street.
do portal imprensa

Comentários