Jornalista é detido por oito horas após filmar ação policial no Peru


Após filmar policiais desligando televisores no último sábado (28/07) durante comunicado do presidente do Peru Ollanta Humala, um jornalista peruano foi detido por oito horas na cidade Plaza de Armas de Celendín, no norte do Peru.
Segundo o Blog Jornalismo nas Américas, a prisão de Jorge Chávez Ortiz foi denunciada pelo ativista Marco Arana no Twitter.

O Instituto Imprensa e Sociedade (IPYS, na sigla em espanhol) disse que Chávez Ortiz incomodou a polícia por escrever matérias sobre “excessos" cometidos contra jornalistas e cidadãos contrários ao projeto de mineração "Conga”.

Recentemente, o conflito envolvendo o projeto de mineração em Conga provocou casos de violência contra jornalistas e prisões. O IPYS denunciou, em 24 de julho, a agressão contra dois jornalistas que cobriam a violência policial durante uma greve do Sindicato Único de Trabalhadores da Educação do Peru (SUTEP).

Comentários