Perícia cancelada por greve será reagendada


Quem não conseguiu fazer a perícia ontem, por conta da paralisação dos servidores do INSS, terá o reagendamento garantido, segundo o órgão.

O instituto diz que a média de espera para o novo atendimento para a perícia será de 28 dias. No entanto, o segurado dependerá do posto em que foi feito o agendamento.


Havolene Valinhos
do Agora
O segurado que tiver direito a um auxílio, por exemplo, receberá os atrasados desde a data da perícia cancelada ontem.
Segundo o Sinsprev (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência no Estado de São Paulo), 18 agências da capital pararam ontem.
Três tiveram apenas atendimento parcial (Brás, Jabaquara e Ataliba Leonel). Já o INSS afirma que 17 de 33 agências da capital aderiram à greve, sendo quatro totalmente paralisadas --Ipiranga/Glicério, ABI (Atendimento Benefício por Incapacidade), na praça Nina Rodrigues, Voluntários da Pátria e Xavier de Toledo.
Os outros 13 postos atenderam de "forma parcial", segundo o órgão.
O INSS garantiu que os gerentes das agências passaram uma lista para o 135 com os dados de quem teve a perícia cancelada ontem, o que deve facilitar a remarcação pelo telefone.
  • Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora nesta quinta, 16 de agosto, nas bancas

Comentários