Bancários entram em greve terça-feira


Os bancários de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Campinas e Pernambuco, dentre outros reunidos em assembleias, rejeitaram a proposta da Fenaban e aprovaram a deflagração de greve nacional a partir da próxima terça-feira, dia 18, por tempo indeterminado.
Novas assembleias serão realizadas na segunda-feira para organizar o movimento.


A decisão segue orientação do Comando Nacional dos Bancários, que considerou insuficiente a proposta dos bancos de reajuste de 6%, o que representa um aumento real (já descontada a inflação) de 0,58%.
Os bancários reivindicam reajuste de salarial de 10,25% (ganho real de 5%).
“Os seis maiores bancos lucraram R$ 25,2 bilhões no primeiro semestre deste ano, mas fizeram uma proposta que não valoriza os salários dos trabalhadores”, disse Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.

Comentários