Como é a cirurgia de reparação do hímen?

Operação não passa de uma “costura” dos pedaços da membrana. Na primeira transa, o hímen se rompe, mas não desaparece: seus pedaços ficam colados às paredes da entrada da vagina.


por Texto Daniel Schneider
A operação não passa de uma “costura” dos pedaços da membrana. Na primeira transa, o hímen se rompe, mas não desaparece: seus pedaços ficam colados às paredes da entrada da vagina. Para restaurar a membrana, basta descolar o que sobrou e suturar os pedaços. A coisa toda dura uma hora e os pontos são reabsorvidos pelo organismo em poucos dias. Na Europa e nos EUA, é cada vez maior o número de mulheres dispostas a pagar cerca de R$ 5 mil para conseguir uma “segunda virgindade” com a operação. Mas, em lugares em que é preciso provar a virgindade para casar, a reconstrução salva vidas. No Egito, estima-se que a cirurgia seja o principal motivo da redução de 80% nos índices de assassinatos de noivas na noite de núpcias.

Comentários