Em Cabo Frio, cobrança de estacionamento rotativo é suspensa

Justiça determina suspensão pela segunda vez.
A prefeitura da cidade ainda não sabe como vai organizar o estacionamento.

 A Justiça determinou pela segunda vez a anulação do contrato da Prefeitura de Cabo Frio com a empresa que faz a cobrança do estacionamento rotativo na cidade. Na primeira vez, a Prefeitura recorreu e a empresa Central Park Rio 33 ganhou 90 dias para continuar fazendo o serviço. O prazo chegou ao fim e a licitação foi cassada.
O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou que não cabe mais recurso pela empresa do estacionamento. A Prefeitura ainda não definiu como vai organizar o estacionamento na cidade. A Central Park Rio 33 informou que se não conseguir voltar com o serviço vai transferir parte dos funcionários para outros estacionamentos e demitir o restante, pagando os direitos trabalhistas.

Comentários