Em Cabo Frio, Tamoios é Alair até debaixo d'água



Texto e fotos: César Pinho
A chuva que caiu na noite desta quinta-feira sobre Tamoios não foi suficiente para assustar a quem esperava para ver Alair Corrêa (PP) com a dança do pula pula e ouvir as propostas do candidato. Apesar da chuva, mais que mil e quinhentas pessoas não arredaram pé e ficaram até o encerramento.



Alair estava em uma noite inspirada e incentivou os moradores a votar atentamente e que ele é a melhor opção para Tamoios. “Vou devolver a Tamoios metade do que Cabo Frio arrecada em royalties de Petróleo e foi entusiasticamente aplaudido pelos presentes. “É um momento único na cabine de votação. Estão apenas você e Deus, mais ninguém e é ali que cada um tem que exercer sua cidadania e escolher o melhor candidato para Tamoios. Em seguida ele pediu aos tamoienses que votasse nele para que possa construir a nova cidade de Tamoios.
Em seu discurso ele desmentiu a onda de boatos que está sendo espalhada em Tamoios por correligionários do candidato apoiado pelo governo, bem como o boato de que ele, se eleito, vai demitir os contratados da prefeitura, e derrubar o ginásio esportivo, assim como desmentiu também um CD grosseiro com montagem de falas do Alair para tentar atingir o candidato.
Alair Corrêa deixou as mulheres eufóricas quando disse que o Hospital de Tamoios, desativado pela atual administração, será reformado, modernizado e passará a ser o Hospital da Mulher de Tamoios.
Outro assunto que deixou alegres os que assistiam foi quando disse que em janeiro cada morador receberá o Cartão Dignidade para viajar nos ônibus e vans gratuitamente. Alair vai criar uma empresa municipal de transporte e colocar em funcionamento 10 ônibus que ele chama de azulões para atender a população de Tamoios entre Botafogo e Santo Antonio e 30 vans que passarão a transportar os moradores dos bairros mais afastados para os oito terminais de ônibus que vai construir na Rodovia Amaral Peixoto.
Alair fez os moradores esquecerem da chuva quando anunciou que vai construir 30 creches para que as mulheres de Tamoios possam ter tranqüilidade com os filhos e trabalhar para ajudar a melhorar a renda familiar.
A chuva foi e voltou, mas o povo permanecia ouvindo Alair e esperando pela dança do pula pula.

Comentários