Greve enfraquece e professores de 18 instituições federais se organizam para voltar às aulas

Paralisação já dura 114 dias e ainda atinge 74 instituições
greveprofessores-m.bmpDaia Oliver/R7
Professores de catorze universidades e quatro institutos tecnológicos aceitaram a proposta do governo e decidiram sair da greve


Na última semana, a negociação entre governo federal e professores das universidades e institutos tecnológicos federais que estão há 114 dias em greve teve avanços. Entretanto, apenas em catorze universidades e quatro institutos tecnológicos os docentes aceitaram a proposta de aumento, prevê reajustes entre 25% e 40%, nos próximos três anos e redução do número de níveis de carreira. 


Ainda estão paralisados docentes de 74 instituições federais. O grupo é filiado ao Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), que deve se reunir durante o feriado para analisar os resultados das assembleias locais. O resultado deve ser definido na segunda-feira (10).

Na quarta-feira (5), professores das universidades UFBA (Universidade Federal da Bahia), UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) e UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) encerraram a greve. Nenhuma das três instituições definiu o calendário de retorno às aulas.

A UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) também aceitou a proposta do governo e encerrou a paralisação. As aulas devem ser retomadas no dia 17. 

Uma das primeiras universidades que saiu da greve, a UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), também retomou atividades, porém, reestruturou sua grade curricular em dois calendários. Os alunos do campus Sorocaba estão desde o dia 13 de agosto até a quinta-feira (6) repondo as aulas do primeiro semestre e retornaram para o segundo semestre no dia 2 de outubro. 

Os campi Araras e São Carlos, já encerraram as atividades do primeiro semestre entre os dias 13 a 29 de agosto. As aulas do segundo semestre começarão no dia 24 de setembro. Nos dois calendários, a universidade colocou um espaço de um mês de recesso para organizar o segundo semestre.


Veja como fica o calendário nas instituições que terminaram a greve
Ao todo, oito universidades retomaram as atividades
InstituiçãoUFRetorno das aulas
(primeiro semestre)
Término das aulas
(primeiro semestre)
Início do
segundo semestre
Término do Segundo Semestre
UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) - campus SorocabaSP13/8/20126/9/20122/10/2012
UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) - campus Araras e São CarlosSP13/8/201229/8/201224/9/2012
UnB (Universidade de Brasília)DF20/8/2012
UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)RS27/8/201218/1/201318/01/2013
UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)SC3/9/201228/2/20134/3/2013
UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro)RJ10/9/201213/10/201222/10/201216/01/2013
UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul)SC10/9/201222/10/2012
Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) - campus GuarulhosSP17/09/2012
UFPE (Universidade Federal de Pernambuco)PE17/09/2012
UFC (Universidade Federal do Ceará)CENão possuem datas definidas
Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira)CE
UFBA (Universidade Federal da Bahia)BA
UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Baia)BA
UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais)MG
UFG (Universidade Federal de Goiás)GO


Comentários