Na região dos Lagos, luta pela preservação do Parque Estadual Costa do Sol


Em 2011, quase 10 mil hectares, de Saquarema a Búzios viraram Parque.
O objetivo é a preservação e educação ambiental nos municípios.
A ocupação irregular e a especulação imobiliária são as grandes ameaças para as unidades de conservação na Região dos Lagos. No final de 2011, quase 10 mil hectares de área, de Saquarema a Búzios, foram transformados em Parque Estadual. O objetivo é a preservação e educação ambiental.



A diversidade de plantas e animais são características da Região dos Lagos, 70% da área do parque são formadas por vegetação de restinga, há também um espaço de Mata Atlântica, onde exemplares de Pau-Brasil compõem a paisagem. E em alguns locais vegetação de caatinga, típica do nordeste brasileiro.Um dos destaques entre os animais que habitam a região é o tatu bola, escolhido como mascote da copa de 2014.
A ocupação irregular e a especulação imobiliária são as grandes ameaças para as unidades de conservação. As construções sem qualquer tipo de licença aparecem da noite para o dia e estão em vários pontos do Parque Costa do Sol. No Plano de Manejo, que deve ser montado em 2013 estas questões são prioritárias.
Na Praia das Conchas, em Cabo Frio, a desapropriação de quiosques construídos na areia, local proibido, gerou polêmica. Reuniões foram feitas para acertar a retirada e a fiscalização vai ser intensificada, 29 guarda parques estão em treinamento e devem entrar em ação nos próximos meses.
do G1

Comentários