Em Arraial do Cabo, casas em área protegida são demolidas

Os imóveis ficam dentro da área de proteção do Parque Costa do Sol.
Ao todo, 20 casas foram demolidas

Vinte casas foram demolidas na área de proteção ambiental em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio. As construções estavam na área de proteção ambiental do Parque Estadual da Costa do Sol , criado ano passado. As invasões eram feitas bem perto do mar, na restinga de Massambaba. 
A operação foi realizada pela Coordenadoria Integrada de Crimes Ambiental da Secretaria Estadual do Ambiente, com o apoio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e das Polícias Ambiental e Militar.
Os moradores ficaram revoltados com a ação da equipe na Praia de Massambaba, no distrito de Monte Alto. Apesar disso, segundo os especialistas, há grande risco de invasão do mar nas áreas construídas nos períodos de ressaca do mar.


Segundo o Secretário do Ambiente, Carlos Minc, que estava presente na demolição, as casas ocupadas precisam de mandado para serem demolidas, no entanto as residências em construção ou desabitadas puderam ser derrubadas, dentro das normas da lei.
Segundo o Inea, o número de construções aumentou em cinco vezes nos últimos seis anos na Praia de Massambaba, a maioria por invasão de território.
A Justiça vai avaliar as construções das casas já habitadas, que são todas irregulares, segundo os órgãos ambientais.
De acordo com o Inea, a prefeitura do município está se contradizendo no zoneamento municipal, uma vez que permitiu a ocupação do território. Embora tenham sido construídas em terreno reconhecidamente irregular, o Inea encontrou a documentação do IPTU de algumas casas emitida ainda neste ano.

Comentários