Microsoft lança serviço de música para competir com gigantes

ng Servi

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira que o Xbox Music, serviço criado para concorrer com o iTunes, Spotify Pandora, estará disponível para seus consoles de jogos Xbox na terça-feira.
- Se trata de um antes e depois para a empresa – afirmou o editor de tecnologia da BBC Mundo, David Cuen. “Se tiver êxito demonstrará que pode competir com os grandes do mercado. Se falhar terá que regressar ao quarto de designer e repensar suas estratégias”.O gigante do softwaretentará mais uma vez obter êxito onde tem falhado no passado. Com o serviço de música digital os usuários poderão escutar música grátis através da internet – suportando um aviso publicitário a cada 15 minutos – criarplaylists e conteúdo relacionado.


Xbox Music irá combinar os principais elementos dos donos do setor, oferecendo uma lista com 30 milhões de músicas para download – mais extenso que o da Apple Store -, cerca de 70 mil videoclipes, e ao melhor estilo de Spotify ou Pandora, um serviço de streaming online e sugestões de canções compatíveis baseadas nos gostos pessoais.
Além disso, oferecerá um serviço premium (por US$ 9,99) para quem desejar excluir a publicidade, e a possibilidade de armazenar conteúdo na nuvem e acessá-los através de diferentes aparelhos, da mesma maneira que o Amazon Cloud Player.
Ao princípio, o Xbox Music estará disponível através da caixa do Xbox, porém, depois poderá ser utilizado através dos computadores, tablets e celulares da Microsoft. Se espera que a partir de 2013 chegue paulatinamente aos rivais, o iOS da Apple e os aparelhos do Google Android.
Terreno hostil
Com o Xbox Music, a Microsoft espera ganhar terreno no mercado musical, um dos que até agora não tem conseguido conquistar, explicou Cuen.”Seus fracassos com o reprodutor musical Zune, por exemplo,foram duras lições para o gigante informático”, apontou.
A aposta prévia de Microsoft não conseguiu afetar o iTunes. Desta vez não buscará fazer o mesmo que a concorrência, senão, ir além.
Como explicou o editor de tecnologia, “ao lançar o Xbox, Microsoft está provando as águas. O realmente importante se verá quando o serviço se lance junto à nova versão de seu sistema operacional estrela: Windows 8”.

Comentários