Sete pessoas morrem atropeladas em rodovia no Mato Grosso


Entre os mortos estão o secretário de Educação de Curvelândia, cinco estudantes universitários e um motociclista

Sete pessoas morreram morreram atropeladas na noite de quarta-feira na rodovia MT-150, perto da entrada do município de Cáceres, no Mato Grosso. Entre os mortos estão o secretário de Educação de Curvelândia, Gilcemar Sidney Goloni, cinco estudantes universitários e um motociclista.


Segundo a polícia, Gilcemar Goloni seguia de moto pela rodovia, quando colidiu com um ciclista, em um trecho de curva, por volta de 18h15. Os estudantes estavam em um ônibus e pararam para socorrê-lo. Um homem que passava de moto pelo local também parou para ajudar. No momento em que o grupo se aproximava do secretário, ainda caído no chão, uma picape Chevrolet S-10, com placas de Cuiabá, atropelou as sete pessoas.
O secretário e os seis universitários morreram na hora. O motociclista, João Estevão Filho, foi encaminhado ao Hospital Regional de Cáceres, mas também não resistiu. Os estudantes eram alunos da Faculdade do Pantanal (Fapan) e da Universidade Estadual do Mato Grosso (Unemat). São eles: Davi da Silva Rocha, de 22 anos, e Welvis Coelho Flamine, 26, ambos do curso de Administração. João Deneir Ferreira, 20, e Adriano dos Reis Zumba, 19, que cursavam Sistemas de Informação, e Fábio dos Santos Laranjeiras, de 20 anos, do curso de Matemática.
O motorista da picape, identificado apenas como Marcelo, sofreu ferimentos leves e foi detido no local do acidente. Segundo a polícia, ele não estava bêbado e foi levado para a cidade de Mirassol D'Oeste. 
As reitorias das universidades decretaram três dias de luto oficial pela morte dos estudantes. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Cáceres.

Comentários