Anatel não foi comunicada e foi surpreendida por promoção da TIM, diz superintendente


A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) foi surpreendida pela promoção da TIM, disse na última sexta-feira (16) o superintendente de Serviços Privados do órgão, Bruno Ramos. Ele negou que a promoção constasse do plano de melhoria de qualidade da operadora, enviado há três meses pela companhia.


Mais cedo, a TIM havia alegado, em comunicado, que a promoção estava incluída no plano de melhoria da rede enviado à Anatel como condição para a retomada das vendas. Entre o fim de julho e o início de agosto, as operadoras de telefonia móvel TIM, Oi e Claro tiveram as vendas de linhas e de planos suspensas por 11 dias. A TIM foi a empresa mais afetada, sendo proibida de comercializar chips em 18 estados e no Distrito Federal.“Fomos mesmo surpreendidos. Não fomos avisados. Tive uma reunião pessoal com a TIM no dia 7 e a promoção foi anunciada dois dias depois”, disse Ramos, depois de reunião de duas horas e meia com advogados da operadora.
Para a Anatel aceitar a reabertura das vendas, as operadoras tiveram de enviar um plano de melhoria de qualidade cujo andamento está sendo acompanhado pela Anatel. De acordo com o superintendente, as dúvidas sobre o impacto da ação promocional no tráfego da rede da TIM fizeram com que a promoção fosse suspensa.
“É interessante para nós que as empresas apresentem estratégias diferentes de promoção e forneçam mais opções para a população, mas a qualidade do serviço precisa ser mantida”, disse Ramos. Segundo ele, por causa da medida cautelar em vigor desde o início de agosto, a TIM teria de informar à Anatel qualquer promoção ou ação de marketing que aumente a demanda.
Tráfego da rede
De acordo com Ramos, a TIM alegou, na reunião, que a promoção aumentará em 25% o crescimento acumulado em 12 meses no tráfego da rede. Dessa forma, se a demanda em relação ao mesmo mês do ano anterior aumentou 40%, o crescimento passaria para 73% com a promoção. “É preciso ver se a rede da TIM tem gordura para suportar o aumento”, disse o superintendente.
A Anatel pediu à TIM dados adicionais sobre o crescimento no tráfego semana a semana e confrontará os números da companhia com os dados de fiscalização da agência reguladora. Segundo o superintendente, a análise deverá ficar pronta no fim da próxima semana e o órgão eventualmente poderá liberar a venda em algumas áreas. No entanto, Ramos não quis se comprometer com uma data para uma decisão do órgão nem se vai, de fato, revogar a proibição em determinadas localidades.
Anunciada no dia 9 de novembro, a promoção da TIM entrou em vigor no último domingo (11/11). Os clientes que aderiram estão pagando R$ 0,50 na primeira chamada diária local e as ligações adicionais são feitas de graça. O mesmo vale para as chamadas interurbanas. Na última sexta (16/11), um despacho da Anatel no Diário Oficial da União suspendeu as novas vendas e determinou a desativação do plano no domingo (18/11) para quem se cadastrou no serviço.
Os advogados da TIM saíram da reunião sem falar com a imprensa.
do Uol

Comentários