Ator e diretor Marcos Paulo morre aos 61 anos

Em agosto do ano passado ele tinha passado por cirurgia para remover tumor no esôfago


O ator e diretor Marcos Paulo, em 2007
Foto: Gustavo Stephan/Arquivo
O ator e diretor Marcos Paulo, em 2007GUSTAVO STEPHAN/ARQUIVO
RIO — Morreu na noite deste domingo, aos 61 anos, o ator e diretor Marcos Paulo de embolia pulmonar. Diagnosticado com câncer em maio de 2011, ele havia passado por uma cirurgia para remover um tumor no esôfago em agosto do ano passado. Segundo comunicado da Central Globo de Comunicação divulgado na época, o diretor havia descoberto o tumor precocemente em exames de rotina e tinha dado início ao tratamento em seguida.


Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo, em 1º de março de 1951, e foi criado no bairro do Bixiga. De acordo com o portal Memória Globo, ele era filho adotivo do ator, diretor, produtor e autor de TV Vicente Sesso. Marcos Paulo começou a trabalhar na TV Globo em 1970. Sua estreia foi na novela Pigmalião 70, de Vicente Sesso, ao lado de Sérgio Cardoso e, mais uma vez, de Tônia Carrero. Em seguida, trabalhou em Próxima Atração (1970), também de Walther Negrão, e em Minha Doce Namorada (1971), de Vicente Sesso, sempre em papéis de galãs de boa-índole. Na novela seguinte, entretanto, interpretou seu primeiro vilão: Rafa, o líder de uma gangue de motociclistas arruaceiros na novela O Primeiro Amor, de Walther Negrão.
Em 1978, já consagrado como ator, Marcos Paulo passou cinco meses nos Estados Unidos fazendo um curso de direção na New School. Quando retornou ao Brasil, estreou como diretor na novela Dancin’ Days, de Gilberto Braga, ao lado de Dennis Carvalho e José Carlos Pieri.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/cultura/ator-diretor-marcos-paulo-morre-aos-61-anos-6700605#ixzz2BxyKGmLF
© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Comentários