Cabo Frio teme que indefinição política abale o turismo


A menos de um mês do início da alta temporada, os 195 mil habitantes de Cabo Frio, o maior município da Região dos Lagos, ainda não sabem quem será o prefeito empossado no primeiro dia de 2013. Isso porque o ex-prefeito Alair Corrêa (PP), que teve 52% dos votos, teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) e recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O recurso deve ser julgado esta semana, mas comerciantes veem a indefinição política do município com preocupação.
Presidente da Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio, José Martins, afirmou que o quadro está afetando a economia da cidade.


Por Bruno Amorim (granderio@oglobo.com.br) | Agência O Globo 
- A situação é de instabilidade e está tudo parado. A cidade vai ter perdas, não apenas financeiras, mas também de imagem e de turismo - lamentou.
Radamés Muniz, diretor do Convention & Visitors Bureau de Cabo Frio também reclama.
- É muito preocupante para uma cidade que vive do turismo e tem o seu melhor momento de arrecadação entre dezembro e fevereiro. É importante que haja uma definição o mais rápido possível - cobra Muniz.
A prefeitura de Cabo Frio informou que a Comissão de Verão responsável pelo ordenamento da cidade no período da alta temporada ainda está estudando o número de profissionais necessários para atender a demanda desta época.

Comentários