Em Cabo Frio, antes de morrer, professora tinha publicado frase de padre no facebook


Ela apareceu morta dentro de um carro em Cabo Frio, interior do RJ.Frase do padre Fábio de Melo foi última publicação antes de aparecer morta.
''Mas vale o desconforto da verdade que a comodidade da mentira''. Essa foi a frase que Josy Ramos de Oliveira Amador, de 32 anos, publicou em sua página pessoal do Facebook, às 13h54 de segunda-feira (5), 16 horas antes de aparecer morta dentro de um carro no bairro Tangará, em Cabo Frio, RJ.
professora morta em cabo frio (Foto: Reprodução)Mensagem de padre Fábio de Melo foi última atualização no facebook (Foto: Reprodução)


Segundo a foto que a professora compartilhou, a autoria é do padre Fábio de Melo. A página do Facebook de Josy amanheceu repleta de mensagens de amigos, parentes e alunos da universidade onde dava aula.
Entenda o caso
professora morta em cabo frio (Foto: Reprodução/Inter TV)Josy tinha 32 anos (Foto: Reprodução/Inter TV)
Josy foi encontrada com a blusa rasgada, com os seios à mostra e seu corpo tinha sinais de estrangulamento, que pode ter sido feito com um fio elétrico encontrado dentro do veículo. Os parentes da vítima foram até o local do crime. O marido ficou tão abalado que desmaiou. Josy deixou um filho de cinco anos.
Josy Ramos dava aulas na Universidade Veiga de Almeida em Cabo Frio. Ela deu  sua última aula às 21h e informou que iria direto para casa. Segundo amigos, ela foi sozinha e não costumava dar carona. A professora fazia um trajeto diferente do de costume e ainda não se sabe o que a fez desviar o caminho.
carro professora morta (Foto: Reprodução/Inter TV)Carro onde corpo estava (Foto: Reprodução/Inter TV)
O carro estava revirado e o aparelho de som foi levado. Além de ser professora universitária, Josy também era funcionária concursada da prefeitura de Búzios. Ela estava em processo de mudança para Campos, onde tinha passado em um concurso público para o Fórum da cidade. Colegas de trabalho informaram que ela tinha muitos amigos. O delegado de Cabo Frio, Sérgio Lorenzzi, não divulgou a linha de investigação. A prefeitura de Búzios decretou luto oficial de três dias. A universidade lamenta o acontecido.
do G1

Comentários