Em Cabo Frio, comissão vai criar regras novas para as praias do município

Motos aquáticas perto de banhistas é principal reclamação.
Comissão indica o que é ou não permitido nas praias.

 O acidente em que uma lancha atingiu um salva-vidas em Cabo Frio levantou uma discussão sobre os riscos que os banhistas correm enquanto se divertem nas praias. Em Cabo Frio já existe uma comissão para definir o que pode ou não ser permitido nas praias.
Na alta temporada, quando a quantidade de pessoas aumenta, cresce também o trabalho para fazer com que a praia seja um lugar de diversão e não de aborrecimento. Em Cabo Frio, foi criada a Comissão de Verão, que esta semana vai definir quais regras vão ter que ser respeitadas nos próximos meses.Um dos problemas mais apontados por quem curte uma praia é a presença de motos aquáticas perto dos banhistas. Outra questão é a presença de ambulantes, mas é preciso ter autorização para trabalhar nas praias da Região dos Lagos. O problema é que durante o período em que a equipe da InterTv esteve na praia nenhum fiscal foi visto fazendo o trabalho de vistoria.


Pelas regras atuais, frescobol e outros esportes com bola são proibidos na praia. O presidente da Comissão de Verão diz que a cobrança de consumação mínima é a irregularidade que causa mais transtornos. 
No último domingo (18), um salva-vidas foi gravemente ferido por uma lancha. A hélice da embarcação fez um corte profundo no braço do guarda, que foi atendido no hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, na baixada fluminense e passa bem.
do G1

Comentários