Em Cabo Frio, guarda-vidas passa por cirurgia e estado de saúde é bom

Braço do militar passou por cirurgia no hospital de Saracuruna, RJ.
Médicos acreditam que recuperação do membro do soldado é favorável.
Praia do Forte, Cabo Frio (Foto: Camila Torres/Inter TV)Praia do Forte, Cabo Frio (Foto: Camila Torres/Inter TV)
Segundo o Capitão Taranto, assessor de imprensa da Secretaria de Estado da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, o militar Eduardo Moreno Macedo Guimarães, de 32 anos, que teve o parte do braço cortado por uma lancha na praia do Forte, em Cabo Frio, interior do Rio de Janeiro no último domingo (18), passa bem. O 'soldado moreno', como é conhecido na cidade, passou por cirurgia e já foi transferido para um outro hospital.
''A cirurgia foi bem-sucedida e a previsão de recuperação do membro é favorável. Neste momento, o bombeiro já está internado no Hospital Central da Corporação e passa bem'' - disse o assessor.


Entenda o caso
 Eduardo Moreno Macedo Guimarães, de 32 anos, teria entrado na água por volta das 14h50 para retirar uma boía de uma competição, quando a lancha teria passado por cima do soldado. A hélice da embarcação o feriu gravemente, fazendo um corte profundo em um dos braços.
Segundo o capitão da Capitania dos Portos de Cabo Frio, Bruno dos Santos, a embarcação e o condutor estão com a documentação em dia. 
A lancha estaria dentro do espaço de distância da orla da praia, de duas raias, que é determinação da capitania. Ainda segundo o capitão, a embarcação estava com todos os equipamentos necessários, inclusive, o protetor da hélice. A lancha está na Capitania dos Portos da cidade, enquanto o caso é investigado.
Eduardo foi transferido de helicóptero para o Hospital Estadual Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, onde passou por cirurgia.

Comentários