Em novo filme, mulheres usam doces de haxixe e danças sexys para evitar guerra

Nadine Labaki (centro) protagoniza e dirige "E Agora, Aonde Vamos?", longa que está em cartaz nos cinemas de São Paulo


ALINE PELLEGRINI
DE SÃO PAULO

A paz reina em um pequeno vilarejo do Oriente Médio habitado por cristãos e muçulmanos. Mas o cemitério do local, dominado por lápides de homens jovens, revela que essa paz pode ser apenas uma trégua entre as guerras sectárias que dominam a região.
Com a constante iminência de um novo conflito, "E Agora, Aonde Vamos?", da diretora libanesa Nadine Labaki, relata as artimanhas das mulheres do vilarejo para tentar impedir uma batalha entre seus maridos e filhos.
Enquanto cantam e dançam, elas apelam para milagres divinos, doces de haxixe e até dançarinas sexys para tentar fazer com que os homens esqueçam e convivam com suas adversidades religiosas.
Mistura de comédia, musical e drama, o filme expõe a graciosidade feminina em meio à estupidez.


Comentários