Jornalista leva soco ao vivo durante manifestação contra Kirchner na Argentina


Na última quinta-feira (8), o jornalista Néstor Dib, do canal de notícias C5N,  foi agredido na Praça de Maio, na Argentina, por pelo menos dois manifestantes durante protestos contra a presidente Cristina Kirchner, informou o  La Nación. Um dos agressores foi detido pela Polícia Federal. 
Crédito:Reprodução
Jornalista levou um soco do agressor que foi preso pela polícia argentina
Dois homens se aproximaram do carro do C5N que estava estacionado em frente ao Cabildo, prédio histórico localizado na Praça, e começaram a agredir verbalmente a equipe no veículo. 

O jornalista começou a relatar no ar o que estava acontecendo, quando um homem apareceu por trás e, olhando diretamente para a câmera, deu um soco em seu olho direito. 

As câmeras do C5N focaram o agressor que, depois de identificado, foi detido pela Polícia Federal. Ele foi identificado como Nicolás González Ayuso, funcionário de uma companhia de seguros. 

Cerca de uma hora depois da agressão, Dib reapareceu no ar, com marcas em seu olho direito, e com uma expressão de medo. "Está complicado. Não há polícia. Está difícil trabalhar aqui", disse. "A única coisa que garante tua segurança é a câmera ligada", acrescentou o jornalista Antonio Laje.

Em comunicado, o Fórum de Jornalismo Argentino (Fopea) condenou o ataque ao jornalista. 


Assista ao vídeo


Comentários