Batismo de álcool


Batismo de álcool 

Beber, se possível até cair, é o preço cobrado a calouros por alunos veteranos de universidade pública de cidade histórica para o ingresso em repúblicas. A morte de dois estudantes da Ufop em menos de 60 dias com excesso de álcool no sangue chama a atenção para o consumo exagerado de bebidas em moradias estudantis, como em São João del-Rei, e para uma prática que se tornou comum em Ouro Preto: aluno novato de universidade pública só consegue lugar em república se se submeter à bebedeira, que é o %u201Cprocesso de seleção%u201D. Rafael (nome fctício, E), um dos coagidos a ingerir bebida, ficou assustado com o fim trágico dos colegas: %u201DMeu Deus, podia ter sido comigo%u201D.

Comentários