Em Arraial do Cabo, aventura subaquática


Águas cristalinas transformam a cidade na capital do mergulho


Ritmo. Cardumes bailam para os mergulhadores em Arraial do Cabo
Foto: Foto: Márcio Alves
Ritmo. Cardumes bailam para os mergulhadores em Arraial do Cabo Foto: Márcio Alves

O aguardado domingo de sol amanheceu chuvoso e cinzento dando sinais de que iria literalmente colocar por água abaixo a planejada aventura no fundo do mar. 


Depois de uma semana de sol forte, o GLOBO-Praias agendou para a equipe dois mergulhos de batismo (com uso de cilindro e acompanhado por um instrutor habilitado) nas águas cristalinas de Arraial do Cabo, mas foi surpreendido pela chegada de uma frente fria no sábado à noite, véspera do primeiro passeio. No caminho para o cais de onde partem as embarcações, na Praia dos Anjos, nuvens carregadas recepcionavam os marinheiros de primeira viagem e aumentavam a ansiedade de mergulhar em um mundo desconhecido. Os instrutores trataram de tranquilizar a tripulação — chuva não atrapalha em nada o mergulho — repetiam como um mantra. Apesar das palavras de incentivo, definitivamente nada prepararia a equipe para o que seria encontrado ao submergir: um verdadeiro espetáculo de cores, sincronismo dos cardumes e um paredão de corais a perder de vista. O mundo cinzento sumiu debaixo d’água.
Localizada a 140 quilômetros da cidade do Rio, Arraial do Cabo é considerada a capital do mergulho e é chamada por alguns de Caribe Fluminense. Atuam na cidade 13 operadoras de mergulho, oferecendo batismo e cursos na modalidade autônoma. Ao todo, são vinte pontos para a prática em águas cristalinas. Durante a experiência, a sensação é de que os peixes, tal como num balé, se movimentam como se tivessem ensaiado o ano todo para aquela ocasião.
Segundo dados da Associação de Comércio, Indústria e Turismo de Arraial do Cabo (Acitac), o esporte é responsável por movimentar mais de 50% do comércio durante a alta temporada. Neste período, a população do município passa de 40 mil para 120 mil pessoas. A beleza das praias também atrai os visitantes para a cidade. A Associação de Mergulhadores de Arraial (AMA) espera que a partir do próximo ano— quando será instalada a catraca eletrônica — seja possível saber quantos turistas são atraídos apenas pelo mergulho. A estimativa das operadoras é de que sejam transportados entre mil e dois mil mergulhadores nos três meses da alta temporada.
— O turista que vem para a cidade atraído pelo mergulho movimenta não apenas as operadoras, como também os hotéis, restaurantes e bares da cidade. Dependendo da visibilidade da água do mar, alguns costumam até prolongar a estadia, ficando muitas vezes mais de uma semana na cidade — observa André Hirato, presidente do presidente da Acitac.

http://oglobo.globo.com/rio/aventura-subaquatica-em-arraial-do-cabo-7058969#ixzz2FLJQLoJ5
© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Comentários