Em São Pedro da Aldeia, Pronto Socorro fecha após confusão entre médica e policiais militares


Médica foi parar na delegacia porque teria recusado atendimento a jovem.
Heitor MoreiraDo G1 Região dos Lagos
pronto socorro de são pedro da aldeia é fechado (Foto: Heitor Moreira/G1)P.S de São Pedro da Aldeia (Foto: Heitor Moreira/G1)
O Pronto Socorro de São Pedro da Aldeia está de portas fechadas, depois que a médica que estava de plantão na unidade foi parar na delegacia. O caso aconteceu no  início da tarde desta segunda-feira (17), quando Jeremias Gomes, de 23 anos, foi levado por policiais até a unidade de saúde após sofrer cortes no corpo em um acidente que envolveu um carro e uma moto no Centro de São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos do Rio de Janeiro.
Segundo a polícia, ao chegar no local, a única médica que estava de plantão na unidade, Dra. Cristina de Carvalho, teria recusado o atendimento ao jovem, alegando que sua espelização é Pediatria e que o jovem deveria ser atendido por um clínico geral. Diante da resposta da médica, o sargento Carvalho e o Cabo Melo, responsáveis pelo socorro do jovem Jeremias, decidiram encaminhar a médica Cristina de Carvalho para a 125 DP, em São Pedro da Aldeia.


Em declaração para equipe do G1, a médica Cristina de Carvalho disse que os dois policiais teriam gritado com ela. Cristina explicou, ainda, que o paciente não apresentava risco de morte e que deveria ser atendido por um clínico geral e não por uma pediatra. Já a  vítima do acidente, Jeremias Gomes, declarou que ao chegar no Pronto Socorro em busca de atendimento foi informado que não havia nenhum médico para atendê-lo e que a pediatra que estava na unidade não poderia prestar o atendimento necessário.Ele também disse que não viu nenhuma discussão entre os policiais e a médica. A ocorrência está sendo registrada na 125° DP.
Pacientes revoltados
Na porta da unidade do Pronto Socorro um cartaz avisa à população que o local está fechado. Marionete Costa, de 52 anos, acabou indo embora porque não havia ninguém para atendê-la. Revoltada com a situação, ela pedia um pouco mais de atenção para saúde da cidade.
"É um absurdo ter que conviver com esse descaso. Eu vim de cadeira de rodas, estou com a pressão alta e não tem ninguém nesse lugar pra me atender. Vou ter que procurar um outro hospital, em uma cidade vizinha.",  declarou a dona de casa.
Sem a médica, os funcionários ficaram sentados do lado de fora da unidade, sem saber o que fazer. Nenhum deles quis dar declarações sobre o ocorrido.
pronto socorro de são pedro da aldeia é fechado (Foto: Heitor Moreira/G1)Aviso na entrada da unida (Foto: Heitor Moreira/G1)
P.S. sem previsão para reabrir
A equipe do G1 entrou em contato com o diretor técnico do Pronto Socorro de São Pedro da Aldeia para saber quando a unidade vai voltar a funcionar. Segundo Jorge Machado, não existe previsão para o atendimento voltar ao normal por causa de problemas técnicos. O diretor não soube especificar quais problemas seriam estes e nem o porque de só uma médica estar no Pronto Socorro durante a manhã desta segunda (17).

Comentários