Neymar vai jogar na Europa em 2014, admite pai do jogador: 'É o desejo dele'


Pai diz que Neymar sai do Brasil após a Copa e vê futebol do filho parecido com o do Barça

Neymar deve deixar o Brasil após a disputa da Copa em 2014
Neymar vai mesmo deixar o Brasil após a Copa do Mundo de 2014. O próprio pai do jogador admitiu que a negociação que levará o filho para o exterior já está projetada no plano de carreira do santista. “É o desejo dele ir para a Europa. E ele vai fazer isso em 2014. Por isso reduzimos o contrato de 2015 e 2014, para que ele pudesse ir. Mas pelo menos até o Mundial ele vai dar a oportunidade para que o futebol brasileiro se levante”, disse em entrevista ao jornal espanhol Sport.

Sobre o futuro time de Neymar, o pai do jogador ainda foge das perguntas e diz que isso só se decidirá em 2014. Mas ele deixa uma pista sobre o favorito para receber o santista. “O futebol do Neymar é parecido com o do Barcelona. O Barça faz gols de dentro da área, assim como o Neymar. Mas temos que esperar. Pode ser que o Barça não o queira em 2014. É melhor todo mundo ficar quieto”, disse.


“É evidente que Neymar tem em conta os times em que brasileiros já brilharam. É normal que ele queira triunfar onde Romário e Ronaldo jogaram. Isso não se pode negar”, completa em outra parte da entrevista, com mais uma dica de que Neymar teria uma preferência pelo Barcelona.

O pai do atacante explica que a permanência até 2014 é importante para o próprio atacante, que precisa se desenvolver mais antes de deixar o país. “Ele precisa crescer, amadurecer. Muitos saíram muito jovens e sofreram lá fora. Neymar ama jogar futebol. Vamos fazer de tudo para que ele chegue aos 35 anos ainda no auge”, disse.

Porém, o pai do jogador também diz que Neymar tem uma missão dentro do Brasil antes de deixar o país. “Nós temos que pensar que, hoje, no Brasil, o Neymar não é só futebol. Ele também representa um fator cultural e está tentando fazer com que a cultura do futebol brasileiro, que sempre tivemos e foi perdida, volte. Graças a ele, as pessoas e a imprensa estão pedindo de novo um futebol mais atrevido e criativo”, disse.

“Ele está conseguindo com o apoio dos patrocinadores, que entraram e disseram: ‘Neymar não pode ir. Ele tem que ficar no Brasil porque, quanto mais tempo ficar aqui, melhor para o futebol brasileiro’. Se ele sair antes de 2014, seria uma etapa quebrada. Não podemos cometer os erros dos outros”, completou.
Por ESPN.com.br

Comentários