Em Búzios, UPP Manguinhos ganha mutirão da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda


Projetos fazem parte da ocupação social 
A Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) segue nesta quarta-feira (16/01) com os seus projetos itinerantes para Manguinhos, quando será inaugurada a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na localidade. Lá, o mutirão da Setrab estará atendendo a população, das 9 às 16 horas, com a sua Caravana, emitindo as 1ª e 2ª vias da carteira de trabalho, foto 3 x 4, realizando o cadastro no balcão de empregos, e detalhando como o trabalhador pode obter o Microcrédito Produtivo Orientado e requerer o seguro-desemprego. Para tanto, basta o morador se dirigir à Avenida Guanabara, s/nº, Campo do Abóbora, portando RG, CPF e comprovante de residência.  


“Esse trabalho social é fundamental. Entramos em comunidades carentes, logo após a pacificação do Estado, como parte da ocupação social. Muitos jovens que fizeram a carteira de trabalho foram encaminhados para o primeiro emprego”, afirma o secretário de Trabalho e Renda, Paulo Novaes. "Devolver a cidadania é muito gratificante", ressalta.

Além disso, a Ouvidoria na Rua também estará presente na ação, esclarecendo todas as dúvidas trabalhistas, como Previdência Social; benefícios; piso salarial, FGTS; PIS; e rescisão contratual; além de receber denúncias. Só em 2012, a Caravana do Trabalho e a Ouvidoria na Rua, juntos, realizaram 18.671 atendimentos em diversos locais do Estado do Rio.

“Este é um canal que está à disposição de todo trabalhador. Com a Ouvidoria na Rua, atuando junto com a Caravana do Trabalho, estamos estreitando ainda mais a nossa comunicação com o cidadão”, enfatiza o secretário Paulo Novaes.

Outro serviço fundamental oferecido é Microcrédito Produtivo Orientado, que auxilia o pequeno empreendedor com benefícios que variam entre R$ 150,00 a R$ 15 mil. O programa funciona em parceria com instituições financeiras e organizações da sociedade civil concedendo crédito rápido e sem burocracia. Mas estes empreendedores, tanto pessoas físicas quanto jurídicas, não podem estar com restrições nos cadastros do SPC, SERASA e CADIN.

“Os juros destas linhas de crédito são baixíssimos (0,64% ao mês) e ajudam muito também os profissionais liberais, como manicure, cabeleireiro, mecânico, marceneiro e pedreiro, a melhorar os seus serviços”, explica Paulo Novaes, secretário de Estado de Trabalho e Renda, colocando à disposição o telefone da Ouvidoria para mais informações: (21) 2332-9999.

Comentários