Em Cabo Frio, tudo pronto para a Campanha DST/AIDS do Carnaval 2013


Cerca de 30 agentes da Vigilância em Saúde de Cabo Frio atuarão nos blocos de arrastão
Por Glória Passos
A  Campanha DST/AIDS da Secretaria Municipal de Saúde para o Carnaval 2013 já está pronta para invadir as ruas da cidade. Serão onze dias de trabalho nos principais blocos de arrastão de Cabo Frio, inclusive no Segundo Distrito.
A campanha terá início no sábado (02/02), com o tradicional Bloco da Saúde, que abre oficialmente o Carnaval da cidade. Neste dia, os agentes da saúde de Cabo Frio unirão folia à prevenção, distribuindo folhetos informativos e preservativos para os foliões. A concentração do bloco será às 15h, em frente à quadra da Escola de Samba Vermelho e Branco.



Nos dias 4, 5 e 7 de fevereiro, os agentes do  Programa Municipal DST/AIDS estarão num estande de informações, que será montado na Praça de São Cristóvão, para dar continuidade à campanha.

- Serão três dias em que estaremos à disposição para prestar esclarecimentos, dar informações à população. Estaremos na Praça de São Cristóvão, onde há grande circulação de pessoas e queremos atender o máximo de pessoas possível, afirmou Adriana Gonzalez, técnica do Programa Municipal DST/AIDS.

Outra ação da campanha será o “Fique sabendo”, que será realizado na Escola Municipal Zélio Jotha, no bairro São Cristóvão, das 9h às 14h. O programa é uma mobilização de testagem anti-HIV, e conta com uma equipe de aconselhadores e técnicos, que realiza os testes de HIV. Esta é a primeira ação do “Fique Sabendo” realizada este ano.

- No último “Fique Sabendo” foram realizados 60 exames. A expectativa é aumentar esse número em 20% nesta edição, declarou Edilane Medeiros, superintendente da Vigilância em Saúde de Cabo Frio.

Na sexta-feira, dia 08, haverá uma divertida caminhada pela orla da Praia do Forte a partir das 9h,  com trio elétrico que tocará as marchinhas de Carnaval.  Durante o evento também serão distribuídos panfletos informativos e preservativos para moradores e turistas.

Além dessa programação, durante todo o período do Carnaval, cerca de 30 agentes das unidades PSF (Posto de Saúde da Família) e da Vigilância Sanitária trabalharão na distribuição de aproximadamente 60 mil preservativos.


Comentários