Na lista de “pastores milionários”, Silas Malafaia vai processar a Forbes


O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, vai processar a revista americana Forbes, que atribuiu a ele um patrimônio de US$ 150 milhões em reportagem sobre os líderes evangélicos brasileiros. "Vou ferrar esses caras", disse, segundo informa a coluna de Mônica Bergamo na Folha.

silas_malafaia
Silas Malafaia ocupa a terceira posição no ranking de líderes evangélicos mais ricos da Forbes (Imagem: Reprodução/ Facebook)
Malafaia, que ocupa a terceira posição no ranking de religiosos milionários, estima seu patrimônio em R$ 6 milhões, menos de 2% do valor mencionado pela Forbes. "Vivo de renda voluntária. Eles me prejudicaram. [O fiel] vê aquilo e pensa, 'ih, não vou [dar o dízimo], tá me roubando".
À frente de líder da Assembleia de Deus estão Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus. Completam a lista R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, e o  casal Sonia e Estevam Hernandes, da Renascer em Cristo. 


Segundo a revista americana, o levantamento foi feito com base em dados obtidos com o Ministério Público e a  Polícia Federal. Malafaia disse à Folha que seu patrimônio pode ser resumido em nove imóveis. Uma casa na zona oeste do Rio de Janeiro, três apartamentos para os filhos, quatro outros adquiridos na planta e ainda mais um em Boca Raton, na Flórida (EUA). Ele ainda comenta ter doado à igreja uma Mercedes blindada. "Presente de aniversário de um empresário rico, parceiro meu", contou. 

Em sua página no Facebook, Malafaia postou várias vezes o link de um comunicado publicado no site Verdade Gospel, onde critica a “safadeza” da Forbes. No texto, o pastor afirma que "existe um jogo muito bem organizado para denegrir pastores evangélicos a fim de que a sociedade tenha uma ideia de que pastor é um malandro usurpando dinheiro de imbecis e idiotas".
do comunique-se

Comentários