Alerj corta 14º e 15º salários dos deputados do Rio


Economia prevista é de R$ 2,8 milhões por ano; 13º salário fica inalterado
Uma decisão tomada na quinta-feira (21) na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) definiu que os deputados do Estado do Rio não irão mais receber 14ª e 15ª salários. 


De acordo com o presidente da casa, Paulo Melo (PMDB), a decisão foi aprovada por unanimidade pelos 13 deputados que compõe a Mesa Diretora.

A Alerj informou que o 13º salário permanece inalterado para o colegiado, que recebe o equivalente a 75% do salário e dos benefícios dos deputados federais. 

Setenta deputados compõe a Assembleia Legislativa do Rio. A economia prevista é de R$ 2,8 milhões por ano.
do R7

Comentários