Bom dia! Confira os destaques dos jornais deste sábado, 2 de fevereiro.






O Globo
Manchete: Vale a pena ver de novo? Com apoio até de tucanos, Renan está de volta
Peemedebista consegue 56 votos de colegas mesmo denunciado por procurador-geral.

Com Renan na presidência do Senado e Henrique Alves na da Câmara, na terça, PMDB terá hegemonia no Legislativo.

Cinco anos depois de renunciar ao cargo sob acusações de corrupção, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) voltou à presidência do Senado apoiado pelos governistas e com votos até de tucanos. Denunciado pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pelos crimes de peculato, falsidade ideológica e uso de documentos falsos, Renan, nome central da tropa de choque do ex-presidente Fernando Collor, afirmou que "ética é obrigação de todos". A oposição apoiou Pedro Taques (PDT-MT), mas o peemedebista venceu por 56 votos a 18, dois votos brancos e dois nulos. Aliados de Renan contabilizaram sete traições no PSDB, o que garantiu a vaga da 1º Secretaria da Mesa para o tucano Flexa Ribeiro (PA). O novo presidente do Senado articulou aliados para arquivar processos contra ele no Conselho de Ética da Casa.

"A ética é o meio, e não fim" Renan Calheiros - Novo presidente do Senado

“O último que tentou ser vestal nessa Casa foi desossado” Lobão Filho - Senador pelo PMDB-MA, em referência a Demóstenes Torres. (Págs. 1 e 3 a 5)

O show deve parar: Bombeiros fecham 127 casas no Rio
Prefeitura também antecipou interdição de teatros de sua rede em situação irregular



A intensificação da fiscalização das casas noturnas do Rio, provocada pela tragédia de Santa Maria (RS), já levou à interdição de 127 estabelecimentos no estado desde segunda-feira. De 209 visitados, apenas dez estavam completamente regulares. Alguns foram notificados ou multados, mas não precisaram fechar. Diante da ação dos Bombeiros e sob protestos de produtores culturais, a prefeitura antecipou o cancelamento — previsto antes para segunda- feira — de espetáculos nos teatros da rede municipal que estavam irregulares.

“Quando a gente se vê pressionado por causa de um evento como esse de Santa Maria, dá a impressão de que não estávamos fazendo nada”. Sérgio Simões- Comandante do Corpo de Bombeiros do Rio. (Págs. 1 e 12 e 13 Zuenir Ventura e Arnaldo Bloch)

Enquanto isso, na Câmara...
Para atender ao PSD, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, tirou a Corregedoria da 2º vice-presidência, que será ocupada por um parlamentar da nova legenda. A tendência é que o novo comando da Câmara esvazie o poder da Corregedoria. (Págs. 1 e 4)
Efeito estatal: Déficit comercial é o pior em 20 anos
Afetada pelo registro tardio de importações de petróleo pela Petrobras e pelas compras elevadas de produtos lá fora, a balança comercial teve déficit de US$ 4,03 bi em janeiro, o maior desde 1993. (Págs. 1 e 33)
Procuradoria mira Petrobras
Ministério Público Federal deve investigar compra de refinaria nos EUA. (Págs. 1 e 34)
Brasil faz escola: Mensalão ameaça governo espanhol
O procurador-geral da Espanha defendeu que se investigue se o governo recebeu ou não doações ilegais. Na internet, 570 mil pessoas já pediram a renúncia de Mariano Rajoy. (Págs. 1 e 39)
Enquanto isso, no Brasil...
A acusação de Valério a Lula no caso do mensalão será enviada ao MP em SP. (Págs. 1 e 8)
Mensalão traduzido
Colunista do GLOBO, Merval Pereira lança livro com análises sobre o julgamento. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Senado ignora acusações e Renan é eleito com 56 votos
Aliados já decidiram que vão arquivar eventuais pedidos de investigação contra o peemedebista

Denunciado pelo Ministério Público por desvio de dinheiro do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) foi eleito ontem, com 56 votos, para presidir a Casa pelos próximos dois anos. Ele volta ao cargo cinco anos após renunciar para não ser cassado e uma semana depois de o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, tê-lo denunciado por peculato, falsidade ideológica e uso de notas falsas. Aliados do peemedebista estão decididos a arquivar eventuais pedidos de investigação contra o novo presidente. Em discurso, o senador Fernando Collor (PTB-AL) classificou de “pseudodenúncia” a acusação de Gurgel, a quem chamou de “chantagista” e “prevaricador”. Em sua fala após a eleição, Renan defendeu a liberdade de expressão e de imprensa e afirmou ser contra qualquer tentativa de controle da mídia. (Págs. 1 e Nacional, A4 e A6)

Renan Calheiros:

“A ética é obrigação de todos nós, é responsabilidade de todos nós e é dever deste Senado Federal”.

Análise: Dora Kramer
Tempo de Murici

Salvo apodrecimento precoce, não há a menor chance de as coisas melhorarem em dois anos no Senado, não obstante pior pareça impossível. (Págs. 1 e A5)

Gurgel vai enviar denúncia contra Lula a São Paulo
O depoimento prestado em setembro pelo empresário Marcos Valério, no qual ele acusa o ex-presidente Lula de envolvimento no mensalão, será analisado pelo Ministério Público de São Paulo. Ao deixar a Presidência, Lula perdeu direito ao foro privilegiado. Por esse motivo, o procurador-geral, Roberto Gurgel, decidiu remeter o caso à primeira instância, como antecipou o Estado em 9 de janeiro. Se concluírem que há indício de crime, procuradores devem pedir a abertura de inquérito. (Págs. 1 e Nacional, A12)
Imprensa da França e Google fazem acordo inédito
A imprensa da França e o Google firmaram um acordo inédito para remunerar empresas de comunicação pelo conteúdo publicado no site Google News. Um fundo de € 60 milhões será criado para financiar a adaptação da imprensa escrita à internet. O entendimento abre precedente para países como o Brasil e a Alemanha, onde a discussão também existe. (Págs. 1 e Economia, B11)

Eric Schmidt - presidente do Google

“Vale mais chegar a acordo do que a uma lei. Logo, essa foi a melhor abordagem”.

Haddad manda fechar boates sem segurança
A Prefeitura de SP mandou fechar 26 estabelecimentos considerados irregulares pelos bombeiros no primeiro dia de blitze. Na relação também há teatros, restaurantes, igrejas e escola de samba. Dos 26 endereços, 24 não têm auto de vistoria. (Págs. 1 e Cidades, C1)
Foto-legenda: Motoboys protestam
Eles fecharam a Av. 23 de Maio em protesto contra regras mais rígidas para a categoria. Depois, foram para a Paulista. (Págs. 1 e Cidades, C6)
Embaixada dos EUA na Turquia é atacada (Págs. 1 e Internacional, A17)


Déficit comercial é o maior em 24 anos (Págs. 1 e Economia, B4)


Queda de 2,7% da indústria é a maior desde 2009
A produção da indústria brasileira caiu 2,7% em 2012, o pior resultado desde a crise internacional de 2009, segundo o IBGE. O dado mais significativo foi o recuo de 11,8% na fabricação de bens de capital, o que representa um sinal negativo para 2013. (Págs. 1 e Economia, B1)
Rolf Kuntz: No país da novilíngua
Durante anos, o governo freou os preços dos combustíveis para limitar a inflação. Agora, depende de prefeitos e governadores. (Págs. 1 e Espaço Aberto, A2)
Robert J. Ssmuelson: Os EUA estão em declínio?
A liderança americana durará mais do que se imaginava, até porque seus principais concorrentes têm perspectivas piores. (Págs. 1 e Visão Global, A22)
Notas & Informações: Defensor da ética!
O Senado Federal está de joelhos. A maioria se rendeu aos interesses do caciquismo político. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Renan vence e diz: “Ética não é fim”
Com 56 votos favoráveis e apoio do Planalto, Renan Calheiros (PMDB-AL) voltou à presidência do Senado. Ele disse que o interesse nacional prevalece sobre questões éticas e prometeu medidas para acelerar a votação de 3 mil vetos do Executivo. (Págs. 1 e 2 a 4)
Foto-legenda: Tragédia em Santa Maria
Formandos de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria fizeram minuto de silêncio: 116 estudavam na instituição. (Pág. 1)
A dor que atravessa o coração do país
As homenagens às vítimas do incêndio na boate Kiss se estenderão por todo o fim de semana, com vigílias e missas. A Justiça adiou por mais 30 dias a prisão dos envolvidos na tragédia. O número de mortos subiu para 236. Matheus Raschen, 20 anos, não resistiu às queimaduras de terceiro grau. (Págs. 1 e 8 a 11)

- Como adaptar os bares do DF.

- O desafio de tratar vítimas.

Quer gasolina barata? Só fora do DF...
O último reajuste escancarou a falta de concorrência entre os postos. A variação nos preços em Brasília é de apenas 1% e quase todos cobram R$ 2,99 por litro. Em São Paulo, a diferença chega a 40%. (Págs. 1 e 13)
Planejamento abre 150 vagas; INSS vai contratar mais 500 (Págs. 1 e 14)


A cervejinha de R$ 1.915,40
Teste do bafômetro confirma: apenas um copinho dá multa. (Págs. 1 e 23)
Turquia acusa esquerda de atacar os EUA
A explosão de um homem-bomba matou duas pessoas na embaixada norte-americana, em Ancara. Um grupo marxista é o principal suspeito do atentado. (Págs. 1 e 18)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: BH tem 1ª boate interditada
Os bombeiros vistoriaram ontem 16 estabelecimentos na capital e lacraram a danceteria Up, na Savassi, por problemas de segurança. Também foi fechada a casa de festas infantis Nog Kids, no Belvedere. Entre os demais, Chalezinho e Barra Bier foram aprovados, outros cinco receberam notificação para corrigir irregularidades ou apresentar projetos e sete estão em análise. Até amanhã serão feitas 39 vistorias. (Págs. 1 e 7 a 9)
Comportamento muda na balada
Em duas noites, o Estado de Minas esteve em boates, pubs e casas de shows de BH e constatou que, por causa do incêndio que matou 236 jovens em Santa Maria (RS), os frequentadores estão mais cautelosos, fazendo “inspeções” nos locais antes de encarar os programas. (Págs. 1 e 7 a 9)
Um país em busca de segurança
Pelo menos 18 estados, além do Distrito Federal, apertaram o cerco na fiscalização a casas de shows, boates, bares e até teatros, em busca de irregularidades que ofereçam risco aos frequentadores. (Págs. 1 e 7 a 9)
Com carros e inacabado
Tráfego no Viaduto B do Complexo da Lagoinha, que liga a Avenida Pedro II ao Centro de BH, foi liberado para aliviar o impacto no trânsito da volta às aulas, mesmo sem asfalto novo na pista. (Págs. 1 e 19)
BR-040
Juiz nega liminar contra pedágio em Nova Lima. (Págs. 1 e 15)
Turquia
Dois mortos em atentado na embaixada americana. (Págs. 1 e 16)
Renan voltou
Denunciado pela Procuradoria Geral da República, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) foi eleito presidente do Senado. Esta é a segunda vez que ele vai comandar a Casa. Em 2007, Renan renunciou para evitar cassação, após denúncias de corrupção. (Págs. 1, 3 e 4)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Folia já muda o trânsito
Quatro blocos carnavalescos devem mexer hoje com o fluxo nos bairros de Casa Forte, Jaqueira, Espinheiro e Engenho do Meio.

Central no Marco Zero concentra serviços ao folião

Foi aberto ontem, no Bairro do Recife, armazém que oferece customização de roupas, praça de alimentação, penteados, artesanato e atividades infantis.

Carnaval está de volta ao bairro de Boa Viagem

Depois de uma década sem folia de Momo, Zona Sul terá orquestras de frevo, maracatus e afoxés. (Págs. 1 e capa dois, cidades 5 e 6, economia 5, caderno C 1 e 2)

Renan eleito presidente do Senado
Seis anos depois de renunciar em meio a denúncias de corrupção, peemedebista é reconduzido ao cargo. No discurso, ele disse que defendeu a ética no Senado. (Págs. 1 e política 3)
Protesto
Revoltados com a convocação de novas eleições na cidade de Primavera, eleitores do município queimaram títulos na frente do TRE. (Págs. 1 e política 7)
Projeto dá oportunidade a adolescentes
Iniciativa do MPPE no Agreste do Estado tem ajudado jovens em situação de risco a melhorar comportamento. Ações lembram os escoteiros. (Págs. 1 e cidades 4)
Ivanildo Andrade assume TRT
No discurso de posse, desembargador disse ter como meta informatizar 100% das varas e reduzir prazo de julgamento dos processos. (Págs. 1 e capa dois)
Santa Maria:Justiça prorroga prisão temporária de sócios da boate e de músicos da Gurizada Fandangueira. (Págs. 1 e 9 e 10)


------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Ela é a causa, mas quem são os culpados?
Perícia deve embasar tese da Polícia Civil de que a espuma de isolamento acústico da boate Kiss é peça-chave para explicar a morte de 236 pessoas em Santa Maria. Mas não é suficiente para apontar os responsáveis pela sucessão de falhas que levaram ao desastre. (Págs. 1 e 4 a 13)
Fotolegenda: Sem constrangimento
Mesmo denunciado, Renan Calheiros é eleito presidente do Senado para o lugar do Sarney. (Págs. 1 e 14)
Agronegócio: Expodireto ainda mais internacional
Presença de delegações estrangeiras deve superar 71 países. (Págs. 1 e 19)
Santa Catarina: Facções retomam onda de ataques
Transferência de líder preso estaria por trás da série de atentados contra ônibus e polícia. (Págs. 1 e 29)
------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços

Comentários