Bom dia! Vamos com as principais notícias dos jornais desta sexta-feira, 15 de fevereiro. Termina a 0h de amanhã o horário de verão.




Primeiro Caderno


Jornal Impresso

Jornais nacionais
Folha de S.Paulo
O Estado de S.Paulo
Bento XVI pede 'verdadeira renovação' da Igreja
O Globo
Papa prega 'verdadeira renovação' da Igreja
Valor Econômico
Petrobras terá déficit até 2020
Correio Braziliense
Dólar chega à menor cotação em nove meses
Estado de Minas
Cerco ao táxi ocioso
Zero Hora
Tropas federais chegam a SC para transferir presos
Brasil Econômico
Governo não vê futuro no acordo de comércio entre EUA e Europa*
Jornais internacionais
The Washington Post (EUA)
FDA aprova olho biônico para ajudar cegos
El País (Espanha)
Polícia investiga dezenas de dossiês de espionagem na Catalunha
Clarín (Argentina)
Para a Daia, pacto não dá prazos e tem imperfeições

O Globo


Manchete: Papa prega ‘verdadeira renovação’ da Igreja
Bento XVI diz que ficará escondido do resto do mundo, mas perto de religiosos.

Ao defender mudanças na Igreja, pontífice afirma que trabalho do Concilio Vaticano II, há meio século, está inacabado e há muito o que fazer. Mensagem gera especulações sobre coexistência com o sucessor.

Em audiência com religiosos de Roma, o Papa anunciou que, após renunciar, no dia 28, vai ficar "escondido para o mundo", mas continuará presente na Igreja: "Mesmo se me retiro agora, estou sempre perto de todos vocês nas rezas e vocês estarão perto de mim, mesmo se permaneço escondido para o mundo", disse, levantando especulações sobre como será a coexistência com o futuro Papa. Bento XVI pregou uma renovação verdadeira da Igreja e disse que o trabalho do Concilio Vaticano II não terminou. (Págs. 1 e 27 a 30)

American será a maior aérea
A American Airlines e a US Airways anunciaram a criação da maior empresa aérea do mundo, com receita de US$ 39 bilhões e desbancando a alemã Lufthansa. (Págs. 1 e 22)
Novo aperto nas teles
Empresas de telefonia fixa precisam melhorar qualidade de serviços até junho. (Págs. 1 e 26)
Obituário: Fernando Lyra, ministro da redemocratização, aos 74 anos (Págs. 1 e 4)


A mostarda é nossa: Donos da Ambev levam Heinz
Donos da maior cervejaria do mundo e da cadeia Burger King, os empresários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira se uniram ao megainvestidor Warren Buffett para comprar a H.J. Heinz, de mostarda e ketchup, por US$ 28 bi. (Págs. 1 e 21)
Carnaval teve menos mortes em estradas
No primeiro feriado com as novas regras da Lei Seca, o número de mortes em rodovias federais caiu 18% em relação a 2012. No Rio, redução foi de 70%. (Págs. 1 e 7)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Bento XVI pede 'verdadeira renovação' da Igreja
No último encontro com o clero em Roma, papa disse que vai se ‘esconder do mundo’ após dia 28.

O papa Bento XVI usou seu último encontro com o clero da Diocese de Roma para pedir uma “verdadeira renovação” da Igreja, informam os enviados especiais Jamil Chade e Filipe Domingues. O pontífice procurou retomar a proposta de mudança do Concilio Vaticano II, que sinalizou a adoção de modelos mais modernos para a instituição. Bento XVI afirmou que, 50 anos depois do Concilio, “ainda há muito a fazer”. “Precisamos trabalhar para a realização de um Concilio real e para a verdadeira renovação da Igreja”, declarou. Para especialistas, a fala do papa foi um alerta ao conclave, e também ao próximo pontífice, para um dos principais desafios da instituição conter a perda de fiéis. O pontífice garantiu ontem que, ao renunciar no dia 28, vai se “esconder do mundo”. Entre vaticanistas e entre cardeais, porém, cresce o temor de que a presença de dois papas no Vaticano crie uma situação difícil, seja durante o conclave ou na gestão da Igreja. “Mesmo me retirando, vou estar sempre perto de vocês na oração e vocês estarão perto de mim”, declarou Bento XVI. (Págs. 1 e Vida A11 e A12)

Heinz é vendida por US$28 bi a trio que fundou Ambev
O fundo 3G, dos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles, fundadores da Ambev, se uniu ao mega investidor Warren Buffet e comprou a marca de alimentos Heinz, fundada em 1869. O objetivo é tornar a Heinz potência global de alimentos, comparável à AB Inbev em bebidas. O negócio chega a US$ 28 bilhões, com US$ 72,50 pagos por ação. O 3G já é dono da marca de cerveja Budweiser e da rede de fast-food Burger King, outros dois ícones americanos. (Págs. 1 e Economia B1)
Surge a maior aérea do mundo
A American Airlines e a US Airways anunciaram a fusão das empresas, numa operação que criará a maior companhia aérea do mundo, com valor de mercado de US$ 11 bilhões. (Págs. 1 e B10)
Anatel agora cobra metas para a telefonia fixa
Depois das empresas de telefonia e internet móvel e TV por assinatura, a Anatel vai exigir mais qualidade também nas ligações de telefones fixos. O serviço terá de cumprir novas metas a partir de junho. (Págs. 1 e Economia B5)
PF cita juízes em relatório sobre desvio de processos
Relatório da Operação Lava Rápido, da Polícia Federal, que investiga desvio de processos e multas contra empresas, cita juízes do Tribunal de Impostos e Taxas (TIT) da Secretaria da Fazenda paulista. Os magistrados foram apontados por funcionárias que admitiram ter aceitado dinheiro dos mentores do esquema - três empresários que encomendavam o sumiço dos papéis. (Págs. 1 e Nacional A4)
Correa deve se reeleger no 1º turno no Equador
A campanha para a presidência do Equador terminou ontem com comícios dos 8 candidatos. A expectativa é de que o presidente Rafael Correa vença no 1º turno, informa o enviado a Quito Luiz Raatz. Para analistas, os outros candidatos não mobilizaram eleitores. (Págs. 1 e Internacional A8)
MP já avalia acusações de Valério a Lula (Págs. 1 e Nacional A5)


Expansão do JBS será avaliada pelo Cade (Págs. 1 e Economia B10)


Fernando Gabeira: Não em meu nome
Mais de um milhão de pessoas assinaram um manifesto contra Renan Calheiros. Movimentos como esse têm grande valor simbólico. (Págs. 1 e Espaço aberto A2)
Joseph Nye: A revolução da informação
Como a Primavera Árabe mostrou, mal começamos a compreender os efeitos da revolução da informação sobre o poder neste século atual. (Págs. 1 e Visão global A10)
Tutty Vasques: Doente do pé!
Qualquer outro funcionário do Planalto que chegasse na Quarta-Feira de Cinzas com o pé imobilizado seria motivo de piada. Não Dilma. (Págs. 1 e C4)
Notas & Informações: A guerra cambial no G-20
A guerra cambial denunciada pelo Brasil deve ser um dos grandes temas da reunião em Moscou. (Págs. 1 e A3)
Expectativa para evento no Rio
Em entrevista ao Estado, o porta-voz da Igreja, Federico Lombardi, afirmou que a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em julho no Rio, será a oportunidade de o próximo papa estabelecer suas prioridades. (Págs. 1 e A11)
Sem ônibus e com medo
Passageiros esperam ônibus em terminal de Florianópolis (SC). Por medo de ataques, motoristas e cobradores decidiram que ônibus circularão das 7h às 19h. Estado já teve 98 ataques desde 30 de janeiro. (Págs. 1 e Cidades C1)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Dólar chega à menor cotação em nove meses
Se você pretende viajar ao exterior, o momento é bom para comprar dólar. A moeda norte-americana fechou ontem a R$ 1,958, cotação mais baixa desde maio de 2012. Analistas chamam a atenção para a desvalorização de 4,22% nos últimos 45 dias e acreditam que o mercado mede força com o governo até chegar ao piso cambial. Ontem o Banco Central não tomou qualquer medida contrária à depreciação do dólar ante o real. Há uma expectativa de reação para hoje, com possíveis reflexos na Bovespa. Nos últimos sete dias, a Bolsa de Valores fechou no vermelho pela sexta vez . (Págs. 1 e 8)
Oito estados na mira do partido de Marina Silva
A nova legenda será anunciada amanhã pela ex-candidata a presidente. Uma das metas é disputar o governo nos principais centros. O DF é um desses colégios eleitorais. (Págs. 1 e 2)
Fernando Lyra: um construtor da democracia
O político pernambucano morreu ontem aos 74 anos. Deputado do MDB autêntico, ele foi ministro da Justiça de Sarney e candidato a vice-presidente na chapa de Brizola, em 1989. (Págs. 1 e 4)
Demissão
Senado dispensa estagiárias que publicaram foto de rato e criticaram Renan na internet. Uma delas é sobrinha de Joaquim Barbosa. (Págs. 1 e 6)
Vetos
A Advocacia-Geral da União pede ao STF que se manifeste sobre a ordem de votação no Congresso. Governo vê prejuízo de R$ 470 bilhões. (Págs. 1 e 3)
Fundo brasileiro compra gigante do ketchup dos EUA (Págs. 1 e 10)


Carnaval com menos mortes nas estradas (Págs. 1 e 7)


------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Petrobras terá déficit até 2020
Desde maio no comando da deficitária área de abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza prevê que a oferta menor que a demanda por combustíveis no Brasil só vai se encerrar quando todas as novas refinarias da estatal ficarem prontas, o que deverá acontecer entre 2020 e 2022. Até lá, a Petrobras estará sempre “correndo atrás do mercado”. A estatal ainda tem um pequeno espaço para aumentar a produção de derivados até meados deste ano. Depois disso, explica, só com as novas refinarias. As primeiras deverão ser a Refinaria do Nordeste ou Abreu e Lima (PE) e a fase inicial do Comperj (RJ).

A refinaria de Pernambuco deve começar a processar os 230 mil barris de capacidade inicial entre novembro de 2014 e maio de 2015, e a do Comperj, com 165 mil barris/dia, em abril de 2015. Com o início de operação das duas unidades, a capacidade de refino aumentará para cerca de 2,4 milhões. (Págs. 1 e B6)

Figueiredo prevê aperto monetário
O Banco Central deve iniciar, em abril, um novo ciclo de aperto monetário. É o que prevê Luiz Fernando Figueiredo, ex-diretor do BC e hoje sócio da Mauá Sekular Investimentos. Ele considera que a sinalização nesse sentido foi dada na semana passada pelo presidente do BC, Alexandre Tombini, quando disse não estar confortável com a inflação e com o fato de os reajustes de preços terem se espalhado pela economia. “No mercado, a ficha ainda não caiu”, observou.

Figueiredo acredita que, depois da intervenção do BC na última sexta-feira, com a intenção de diminuir um pouco a queda do dólar, ficou claro que o câmbio não será usado como substituto dos juros no combate à inflação. Ele entende que o BC não agiu antes na área monetária porque os efeitos dos choques ocorridos em 2012 ainda não haviam se espalhado pela economia. (Págs. 1 e C12)

G-20 deve buscar cortes dos déficits, diz Schäuble
A Alemanha, o país mais poderoso da Europa, avisa que um compromisso para redução significativa do déficit e da dívida pública — e não a guerra cambial — deve ocupar os países do G-20 hoje e amanhã em Moscou. Em entrevista exclusiva ao Valor, o ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, cobra que desta vez também as economias emergentes participem do acordo, por entender que a dívida pode ser um problema para o crescimento mundial.

A posição do governo alemão se choca com a do Brasil e dos Estados Unidos, que pretendem justamente evitar metas de endividamento rígido e manter estímulos para não prejudicar a já frágil recuperação global. (Págs. 1 e A16)

Recuperações excluem parte dos créditos
Os bancos conseguiram um importante precedente no Superior Tribunal de Justiça para garantir o recebimento de valores emprestados a empresas que entraram em recuperação judicial. A 4º Turma da Corte decidiu que créditos garantidos por cessão fiduciária — as operações com recebíveis — estão fora do processo de recuperação. A decisão foi unânime e, segundo advogados, assegura a chamada “trava bancária” nas recuperações judiciais, mas não resolve o problema das empresas. Na prática, as instituições financeiras poderão recuperar os valores emprestados sem se submeterem às assembleias de credores. (Págs. 1 e El)
Reforma da Previdência
Relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico recomenda ao Brasil elevar a idade de aposentadoria e a adoção de incentivos para que as pessoas continuem a trabalhar por mais tempo, diz o secretário-geral da OCDE, Angel Gurria. (Págs. 1 e A4)
Cade investiga cartel em TI
O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) vai investigar um suposto cartel que atuaria em licitações realizadas por órgãos e empresas públicas do Distrito Federal na contratação de serviços terceirizados de TI. (Págs. 1 e B2)
IDC amplia atuação
Demanda das empresas por informações mais atualizadas para definição de estratégias de curto prazo leva a IDC a realizar estudos mensais sobre os segmento de TI no Brasil, serviço que antes só estava disponível sobre o mercado chinês. (Págs. 1 e B2)
Recordes na exportação de ouro
Após o recorde nas exportações de ouro no ano passado, que alcançaram US$ 2,3 bilhões (barras, fios e perfis), as vendas externas do metal bateram o recorde mensal em janeiro, com 5,26 toneladas. (Págs. 1 e B5)
Galp prioriza o Brasil
A petroleira portuguesa Galp vai direcionar a maior parte de seus investimentos nos próximos anos para o Brasil. O plano global da companhia é de € 1 bilhão anuais. (Págs. 1 e B8)
Cemig prepara batalha jurídica
A Cemig solicitou à Aneel a renovação da concessão da hidrelétrica de Jaguara. A medida é mera formalidade antes de a empresa recorrer à Justiça para tentar continuar operando a usina, já que a Cemig não aderiu às normas da MP 579. (Págs. 1 e B8)
Ideias
Claudia Safatle
O governo não teria mais como contar com apreciação importante para conter a inflação e estimular o crescimento. (Págs. 1 e A2)


Alberto Furuguem
Falta de transparência nas contas públicas já nos levou a grandes erros de formulação e execução de políticas econômicas. (Págs. 1 e A14)

Governo quer acelerar desapropriações para favorecer concessões de rodovias (Págs. 1 e A3)


Buffett e Lemann compram Heinz
Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira — os três brasileiros que criaram a AB InBev e compraram o Burger King — agora controlam a Heinz, empresa americana de alimentos que fatura US$ 11,6 bilhões por ano e fabrica o mais famoso ketchup do mundo.

A ideia de comprar a Heinz partiu do trio de brasileiros, donos do fundo 3G Capital. Há oito semanas, eles a apresentaram ao principal executivo da Heinz Company durante um jantar na Flórida (EUA). No fim de dezembro, Lemann encontrou o megainvestidor Warren Buffett num voo e lhe propôs entrar no negócio. Buffet topou na hora.

Ontem, Buffett, da Berkshire Ha­thaway, e Lemann anunciaram o acordo para a aquisição de 100% da Heinz. Será o maior negócio já realizado pela indústria da alimentação no mundo. Berkshire e 3G adquirem a companhia por US$ 28 bilhões — US$ 72,50 por ação. Pagarão um pouco mais de US$ 23 bilhões em dinheiro e assumirão uma dívida de US$ 5 bilhões. A operação está sujeita à aprovação dos acionistas da Heinz e de autoridades regulatórias dos Estados Unidos.

A 3G ficará com a gestão do negócio. Entre as medidas acertadas entre os sócios está o plano de fechar o capital da empresa na bolsa de Nova York, segundo apurou o Valor com fonte próxima à empresa. Isso também foi feito com o Burger King quando os brasileiros da 3G adquiriram o controle da rede em 2010. No Brasil, a Heinz tem uma fábrica, comprada à Quero em 2011. (Págs. 1 e B1 e B9)

------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Cerco ao táxi ocioso
BHTrans promete fiscalizar para que cada carro cumpra jornada de pelo menos 12 horas por dia.

A medida tem o objetivo de amenizar a baixa oferta da qual reclamam os passageiros. São cerca de 6 mil veículos no serviço na capital. Os 605 taxistas que venceram a recente licitação das novas placas terão um controle biométrico, por meio de impressão digital, mostrando as horas trabalhadas pelo permissionário ou pelo auxiliar. A fiscalização dos antigos será feita com monitoramento dos taxímetros. Para a BHTrans, muitos desses taxistas mantêm os carros parados boa parte do dia. Mas o sindicato da categoria garante que a grande maioria já roda mais de 12 horas diariamente, já que táxi parado é perda de dinheiro. E põe a culpa no trânsito ruim, agravado por obras intermináveis, que deixa os táxis presos nos engarrafamentos. (Págs. 1 e 17)

Renan e o rato
Duas estagiárias do Senado, uma delas sobrinha do presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, foram demitidas depois de postar no Facebook foto de um roedor morto com a frase: “E a gente que achou que o único problema aqui fosse o Renan Calheiros (senador do PMDB-AL, presidente da Casa)”. (Págs. 1 e 4)
Aos amigos: Câmara de contagem aprova aumento para seus diretores
Primeiro projeto de lei votado este ano dobra de R$ 9 mil para R$ 18 mil os salários do comando do Legislativo. Valor supera os R$ 12 mil ganhos pelos vereadores. (Págs. 1 e 5)

Portas fechadas
O Santuário de Nossa Senhora da Conceição, em Ouro Preto, ficará interditado por tempo indeterminado para obras de revitalização. A igreja, de 1727, guarda o túmulo de Aleijadinho e faz parte do PAC das Cidades Históricas. (Págs. 1 e 21)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Democracia de luto por Fernando Lyra
Ex-ministro da Justiça, deputado federal por sete mandatos e símbolo da redemocratização do País morreu ontem, em São Paulo, aos 74 anos, como prometeu: lutando pela vida até o fim de suas forças.

Último adeus
Corpo de Fernando Lyra chega ao Recife hoje, às 10h, será velado na Assembleia e sepultado no Morada da Paz, em Paulista, no final da tarde.

Sempre guerreiro
Ex-ministro militou no chamado MDB autêntico, lutou pelas Diretas Já e coube a ele, ainda, por fim à censura imposta pela ditadura militar.

Caruaru lamenta
Na cidade onde iniciou sua vida política, pessoas simples e profissionais liberais choram a perda da “Voz do Trovão”, como era conhecido.

Belas histórias
Além de grande articulador, Lyra soube sempre aliar ironia ao bom humor. (Págs. 1 e 3 a 6 (pinga-fogo), 7 a 9, 19 (repórter jc) e economia 2 (jc negócios))

Shineray inicia construção da nova fábrica
Com investimento de R$ 130 milhões, empreendimento em Suape será concluído em 2014 e terá capacidade para produzir 150 mil motos por ano. (Págs. 1 e Economia 1)
Será publicado em maio o edital de duplicação da BR-423 (Págs. 1 e Economia 2)


Menos mortes no Carnaval
Pernambuco registrou queda de 15,9% na quantidade de homicídios (53 contra 63 em 2012). Segundo a SDS, nenhum assassinato ocorreu nos focos de folia. Serviço de táxi provocou menos denúncias este ano. (Págs. 1 e Cidades 3 e 4)
Santa Catarina fica sem ônibus à noite por causa de ataques (Págs. 1 e 14)


------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Tropas federais chegam a SC para transferir presos
Cerca de 350 policiais da Força Nacional de Segurança desembarcam hoje em Florianópolis para atuar nas cadeias e tentar conter a onda de ataques a ônibus e prédios públicos. (Págs. 1 e 4 e 5)
Santa Maria: Dono admite festas com mil pessoas
ZH tem acesso a depoimentos de sócios da Kiss e músicos presos. (Págs. 1 e 34 e 35)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Edição Impressa do Económico de 2013-02-14
Manchete: Governo não vê futuro no acordo de comércio entre EUA e Europa
A formação do mega bloco não é vista como ameaça pelo Planalto. Acredita-se que será muito difícil compor os interesses comerciais dos Estados Unidos e da União Europeia . “É muito barulho por nada”, afirma uma fonte do primeiro escalão. (Págs. 1 e P6)
Lemann se une a Buffett e compra Heinz por US$28 bi
Depois de adquirir a Budweiser e o Burger King, o empresário brasileiro faz mais um investimento bilionário na indústria alimentícia nos Estados Unidos e consolida sua presença no maior mercado consumidor do mundo. (Págs. 1 e P14)
Empresas apostam nos transgênicos “inteligentes”
Cresce o uso da biotecnologia no campo e o desafio é desenvolver sementes mais resistentes. (Págs. 1 e P4)
Estados querem R$10 bilhões para compensar ICMS
E argumentam que só a redução das tarifas de energia representa uma perda de R$ 8,7 bilhões. (Págs. 1 e P10)
Roubos de carros caem, mas preços de seguro sobem 
Número de veículos roubados no país recuou 20,3% em 2012, mas apólice teve alta de 10%. (Págs. 1 e P32)
PIB na zona do euro tem queda de 0,5%
Resultado anual foi agravado pelo recuo de 0,6% no último trimestre, motivado pelo fraco desempenho das economias da Alemanha e da França. (Págs. 1 e P36)
------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços

Comentários