Em Cabo Frio, Alair Corrêa fala de sua missão:" fazer o melhor pelo meu povo e por minha terra amada."

QUANDO PERCEBEMOS QUE TEMOS UMA MISSÃO


Quando percebemos que temos uma missão na vida, nossa primeira providência é encontrar um caminho que nos permita cumpri-la. O meu foi a política, que tantas alegrias me deu, gratificado a cada vez que avalio os bons resultados obtidos dentro do que me propus: fazer o melhor pelo meu povo e por minha terra amada.
Um desses bons momentos aconteceu na reunião do Conselho dos Associados do Consórcio Intermunicipal Lagos São João, onde tive a oportunidade de expor um ponto de vista particularmente caro á mim e, o que foi melhor, sentir a boa acolhida dos meus pares.
Vivemos dias peculiares em nossa querida Região dos Lagos, onde cada município se comporta como uma terra virada de costas para a outra, mas sempre considerei que existem causas muito mais importantes que quaisquer motivos que tenham ocasionado este distanciamento – e o bem estar, a qualidade de vida de nosso povo é uma delas.
Penso que fiz um discurso corajoso e que teve o poder de romper com uma cultura de isolamento que se arrasta há bastante tempo. Defendi que Cabo Frio, como cidade-mãe da região, tem o dever de contribuir e colaborar com os outros municípios vizinhos. Em um português bem claro, Cabo Frio deve participar da vida das outras cidades auxiliando, orientando e sendo o catalisador dos anseios de toda a região.


Imagine você, meu amigo e minha amiga, o quanto todos nós podemos ganhar em termos de qualidade de vida se nos unirmos no objetivo da preservação ambiental de toda a área lagunar? Imagine o que isso pode significar em termos de atrativo turístico, já que somos abençoados pela maravilhosa natureza que Deus nos presenteou? E imagine também o que um turismo forte significa para a economia de todas as nossas cidades, liberando-nos do petróleo que um dia se acabará?
Sirvo ao povo há quarenta anos e certamente tenho alguma experiência. Pois coloquei-a inteiramente á disposição dos meus colegas prefeitos que lá estavam. Eles tem me consultado, conversado muito comigo e pedem ajuda. E no meu discurso eu deixei claro que nossa política no momento é de união, de agrupamento para termos uma sociedade única da Região dos Lagos.
Vendo os aplausos e a reação francamente favorável de todos ali presentes, tive imediatamente a consciência de que estava vivendo um daqueles momentos gratificantes que falei acima: a boa sensação de estar cumprindo com êxito a minha missão.
Por hoje, tive um bom e longo dia de trabalho. Mas o que me motiva é saber que amanhã novos desafios serão lançados. E lá estarei eu, pois creio em minha missão e Naquele que a preparou para mim.
Até amanhã!
Alair Corrêa
http://blogdoalaircorrea.com.br

Comentários