Em Cabo Frio, prefeito Alair Corrêa faz uma retrospectiva de seu primeiro mês de governo. confira:

Um mês de governo


São 5 horas da manhã. Estou iniciando mais um dia de trabalho quando completo um mês de governo e penso: “Puxa vida, estou completando meus primeiros trinta dias de administração, um mandato pelo qual tanto lutei e sofri para conquistar…” Parece mentira, pensava eu, ao lado do motorista Zé que conduzia o carro  pelas ruas ainda desertas, mas já quase presenciando o amanhecer sempre lindo da nossa terra. Um mês de governo, olhando nossa praia me questionava sobre o que fiz de bom. O que deixei de fazer ou o que fiz e que poderia ter evitado nesse curto tempo.



Bom, as coisas boas que fiz foram me preocupar com a limpeza, alegrar a cidade e nossos jovens, ter tido zelo na aplicação do dinheiro público, ter tido a coragem para suspender pagamentos de coisas erradas e dos excessos. Ter começado o fortalecimento do comércio fixo e do informal. A preocupação com a ordem e com o  respeito ao cidadão. Finalmente por ontem ter enviado projeto à Câmara concedendo abono mensal de R$500 reais a todos os funcionários efetivos,inativos e pensionistas até o pagamento aos mesmos do Plano de Cargos e Salários que ocorrerá no máximo em três meses.

Quanto ao que poderia ter  sido  evitado, cito a publicação da nota que tornou público o estado calamitoso da SECAF que foi extinta. Certamente não era necessária a publicidade que demos. Outro fato que poderia ter sido evitado foi a minha presença na  assembleia  dos  funcionários  em frente à Câmara quando, para parar a greve, assumi compromisso com os grevistas. Eu ainda não era prefeito e não devia ter me metido, pois desconhecia o impacto financeiro do PCS no orçamento e também sua ilegalidade.
Mas, encerrando, ao completar este primeiro mês, não posso negar que têm sido gratificantes as coisas que me têm acontecido nesses trinta dias. Posso até me lembrar de alguns como o de ver o comércio e ambulantes voltando a vender. Ver o povo alegre, com um cuidado melhor com a saúde, a limpeza da cidade, as grandes festas, os shows de música e fogos, pagamento do funcionalismo em dia, o fim das filas na madrugada para a marcação de consultas. Tudo o que fiz nesse pouco  tempo como prefeito, por ter sido feito com amor à minha terra, me levou a uma grande aprovação junto à população, pois por onde tenho passado, em qualquer lugar ou evento tem sido extraordinária a reação das pessoas para comigo com carinho, gritos, palmas etc… no Cabofolia, por exemplo, ao passar em frente aos camarotes os ocupantes foram ao delírio, isso aconteceu em todos os camarotes, quando passei no meio dos pipocas, outra manifestação, na pista dos abadás, onde temos mais jovens, estes gritavam o meu nome ou meu número 11 da campanha culminando com os garotos me colocando, em delírio, nos ombros.
Jamais, nesses 43 anos  fazendo política mesmo nos tempos de grande aprovação, tive tão grande manifestação de alegria e carinho da população, como nesses poucos dias governando Cabo Frio. Tem sido gratificante ver turistas e cabo-frienses  desejando tirar fotografia ao meu lado, ainda bem que já tenho mais de 40 anos de política e fico feliz com tudo que está acontecendo, como eu se fosse uma celebridade,mas tenho os  pés  no  chão e humildade e sei que preciso manter o leme firme pois nem sempre terei mar de almirante e o comando tem que ser firme,pois só assim conseguirei manter  esse respeito que todos vem demonstrando  por mim.
Bom, já são três horas rodando pela cidade, anotamos as coisas erradas que encontramos, mas o relógio já aponta para as 8 horas, momento em que, diariamente, em uma sala de oração que preparei dentro da prefeitura  me junto aos funcionários  e, por meia hora, oramos a Deus por nossa cidade, nossas  vidas e nosso trabalho diário. Por ser a prefeitura uma empresa com milhares de funcionários de religiões diferentes, nossa sala de oração é ecumênica e tem sido uma bênção ver cristãos católicos e evangélicos, independente da origem do palestrante participar todos os dias da  reunião  com amor e respeito, exemplo disso foi a participação  de líderes  católicos  assistindo ao Pastor Carlos e, em outro dia, ver o diácono Carlos da paróquia  de São Cristóvão e o padre Ricardo da Matriz palestrando  para evangélicos com pastores assistindo com toda atenção.
Nas próximas semanas teremos a participação dos pastores Fabrício, Luiz Eduardo, Jesié e muitos outros para os quais já mandamos convite pelos auxiliares, para o Padre Valdir (vigário da Igreja NS da Assunção) e para o Padre Francisco (Pároco da Igreja de São Cristóvão ). Posso, por isso, afirmar que dentre as minhas mais importantes atitudes como Prefeito nesse primeiro mês, sem duvida alguma, foi instituir a sala de oração ao nosso Deus. Precisamos mudar nossa cidade, por isso estamos colocando-O à frente de nossas ações e tudo tem dado certo.
Bom dia,
Alair Corrêa
http://blogdoalaircorrea.com.br/

Comentários