Nas redes, o adeus de novos e velhos amigos

Entre os jovens mortos, fã de Carpinejar e estudante que terá as cinzas jogadas em Arraial do Cabo, no Rio

Isabella Fiorini com o cachorro Órion
Foto: Reprodução

Isabella Fiorini com o cachorro Órion Reprodução


No último mês de vida, uma festa surpresa de aniversário, com direito a um cartaz com mensagens de amigos desejando “Muito Absinto ou Kiss” — alusão às festas nas boates de Santa Maria (RS). A história de Kellen Karsten Favarin, morta na Kiss no fim de semana, é uma das que se perderam no incêndio.



ALESSANDRA DUARTE E LUCIANNE CARNEIRO 
Última lembrança da prima
Da cidade de Tapera (RS), Luísa Batistella tinha ido para Santa Maria estudar na UFSM. Cursava Odontologia. Bonita, com 23 anos, postou, a três dias do fim de 2012, uma foto sua no Facebook que, após a tragédia, chegou a mais de 400 compartilhamentos. Outra das imagens que publicou na rede social era a frase “Que a felicidade vire rotina”. Na nuca, três estrelas tatuadas. Foi uma das jovens a morrer no incêndio.
Esta semana, amigos de Luísa começaram a homenageá-la publicando fotos antigas na rede social. Fredi Mariani postou uma foto da época de infância, comentando com a mensagem: “Revirando caixa de fotos .... :( fica bem, Lu”. Luiz Gustavo Bravosi publicou uma foto com a amiga e a mensagem: “Julho de 2010!!! Luisa, vc foi uma grande amiga... achei essa foto hoje no antigo Orkut... Aos outros amigos que também perdi, alguns não tenho fotos comigo, mas saiba que estarei sempre rezando por vcs. Que o coração ferido do RS, que está em luto, tenha forças para voltar a bater”.
Prima de Luísa, Júlia Batistella Gatto publicou: “Não consigo lembrar da primeira lembrança sua, mas lembro da última. Lá estava você, olhou pra mim e disse ‘Ju... essa é minha música, a partir de hoje vou viver assim, abstraindo’. E então, abriu um sorriso e soltou uma gargalhada demorada”.
Luísa gostava do escritor Fabrício Carpinejar — que acabaria por homenagear a fã conterrânea ao publicar no Facebook um texto sobre a tragédia que, já na segunda-feira, tinha ultrapassado 230 mil compartilhamentos. Outra prima da jovem, Paula Gatto, também morreu na Kiss.
Festa surpresa em dezembro
Sagitariana, como aparece em sua página no Facebook, Kellen Karsten Favarin, de 24 anos, de Santa Maria, estava na Kiss com a amiga Viviane Tólio. Ambas morreram. Em dezembro, Viviane tinha sido uma das amigas de trabalho a preparar uma festa surpresa de aniversário para Kellen.
Na rede, fotos da comemoração, que teve cartaz com mensagens dos amigos para Kellen. E, no cartaz, uma referência à boate Kiss e também à Absinto, outra casa noturna do mesmo dono, Mauro Hoffmann: “Seus colegas te desejam... Paz. Um banho de sal grosso. Um namorado novo. Muito Absinto ou Kiss”.
Cinzas jogadas no Rio
Estudante do primeiro semestre de Medicina Veterinária na UFSM, Isabella Fiorini, de 19 anos, outra vítima da tragédia, era apaixonada por animais. De São Miguel do Oeste, Santa Catarina, é apontada como filha exemplar e muito estudiosa.
Em uma viagem com a família em 2011 para Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, no Rio, disse que viu o lugar mais lindo da sua vida: a Gruta Azul, na Fenda de Nossa Senhora, um vão entre rochedos ao lado do mar. E é nesse lugar que a família vai jogar suas cinzas, que recebeu na terça após o corpo ter sido cremado em Caxias do Sul. A viagem para o Rio de Janeiro, no entanto, ainda está para ser marcada; o baú com as cinzas fica guardado, até lá, na cripta da Igreja Matriz São Miguel Arcanjo, em São Miguel do Oeste.
A paixão por animais aparece em seu perfil no Facebook. Sua foto ao lado de um grande cachorro preto recebeu mais de 30 mil curtidas desde a tragédia. “Doce menina, tão linda. Me desculpe invadir aqui, pois não nos conhecemos. Meus sentimentos aos familiares e amigos”, escreveu Paula Cecchin, uma das pessoas que não conheciam Isabella mas resolveram se manifestar sobre a foto. Segundo os comentários postados para a imagem, o cachorro com Isabella chama-se Órion. “Órion está quieto, nem late”, resumiu a tia Zuleide Fiorini.
Homenagem do ídolo
Com 18 anos, Maria Mariana Rodrigues de Ferreira estudava Veterinária na UFSM. Era fã do cantor Luan Santana: já tinha até conseguido tirar uma foto com o ídolo. Agora, Luan gravou uma música em sua homenagem e às outras vítimas, com o nome “Meu Destino — Maria Mariana”.


 http://oglobo.globo.com/pais/nas-redes-adeus-de-novos-velhos-amigos-7459638#ixzz2JeGmx3UF
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Comentários