Presidente do PT diz que imprensa é "oposição sem cara"

Redação Comunique-se
rui_combate
Presidente do PT, Rui Falcão [esq.] defende o combate à imprensa (Imagem: Ailton de Freitas/Agência O Globo)
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, criticou a mídia na primeira reunião do ano da bancada na Câmara, realizada na última quarta, 30. Segundo o dirigente, o combate à imprensa, que  representa uma “oposição sem cara”, e a luta pela democratização dos meios de comunicação são as prioridades do partido em 2013.



Durante o discurso, o petista demonstrou não se preocupar com os partidos que se opõem ao governo federal. “Sejamos francos: quem é oposição no Brasil hoje? Temos a oposição parlamentar, mas há uma oposição mais forte, extrapartidária que não mostra a cara, mas se materializa em declarações como a de Judith Brito (vice-presidente da Associação Nacional de Jornais - ANJ) que disse ‘como a oposição não cumpre o seu papel, nós temos que fazê-lo’”, declarou Falcão, segundo informações de O Globo.
Falcão ainda associou a suposta oposição midiática ao nazismo e ao facismo. Ao defender a criação de uma lei dos meios de comunicação no Brasil, avaliou que a desconcentração do mercado é positiva. “Vamos às redes sociais e aos partidos lutar pela liberdade de expressão. Esses que tentam interditar a política no Brasil, essa oposição extrapartidária que quer fazer com que se desqualifique a política", disse. "Combater essa oposição sem cara, mas com voz, é um dos objetivos do PT nessa conjuntura”, esbravejou o presidente do Partido dos Trabalhadores.

Comentários