Repórter é ameaçado de morte por vereador do PSDB, acusa jornal


Renata Cardarelli

O Diário da Região, de São José do Rio Preto (SP), acusa o vereador Cesar Gelsi (PSDB) de ameaçar o repórter de política do veículo, Rodrigo Lima. As agressões verbais teriam ocorrido na terça-feira, 5, na Câmara municipal. O político estaria descontente com duas matérias, que questionavam aspectos de sua vida política.
CesarGelsi_0802
Vereador teria dito que vai "abrir o cérebro" de repórter (Imagem: Reprodução/Thomaz Vita Neto)
Em texto publicado na sexta-feira, 8, a versão online do Diário reproduz fala do vereador tucano. Gelsi teria dito que vai mostrar um “porrete” para o repórter e “dar no meio da tua cabeça”. “Juro por Deus. Se eu der no meio da tua cabeça, o cérebro vai abrir. Quero dar no meio da cabeça dele”, teria afirmado, durante a sessão da última terça-feira, em entrevista gravada e concedida a Heitor Mazzoco, também do Diário da Região. O vereador acrescentou que morrerá “sossegado no dia em que esse cara estiver azarado”.
Ameaças
Na terça, Mazzoco cobriu os desdobramentos do pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). A proposta seria investigar supostos casos de corrupção que teriam acontecido no primeiro mandato do prefeito reeleito, Valdomiro Lopes (PSB). O empresário Alcides Fernandes Barbosa declarou que o socialista teria recebido dinheiro que seria usado na construção de casas do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal, em esquema montado com o ex-procurador-geral de São José do Rio Preto, Luiz Tavolaro. Para a CPI ser instalada são necessárias seis assinaturas e o documento conta com cinco.


O vereador Gelsi estava presente na sessão que daria prosseguimento à votação pela CPI. Mazzoco explica que o tema motivou sua conversa com o tucano. “Comecei a perguntar sobre a CPI, se ele assinaria ou não. Ele disse que por problemas partidários não assinaria. No meio da entrevista, de repente, ele começou a fazer ameaças. Não citou nominalmente o Rodrigo, mas se referiu às reportagens escritas por ele”.
Boletim de ocorrência
Segundo o jornalista Rodrigo Lima, que sofreu as ameaças, a direção do diário ponderou a situação e o orientou a ir à delegacia. Ele registrou boletim de ocorrência (292/2013), no 1º Distrito Policial da cidade do interior paulista. “O caso foi registrado, por ameaça e injúria. O delegado vai chamá-lo [Gelsi] para ouvi-lo”. Lima disse que é a primeira vez que sofre intimidações e admitiu estar angustiado. “Em 13 anos de Diário, isso nunca me aconteceu. Fico chateado e preocupado, porque ele [Gelsi] já avançou em outros vereadores”.

Arte_Dirio_da_Regio
Fotomontagem trazia candidatos em corpos de zumbis
(Imagem: Reprodução/Cesar Belisário e Lézio Júnior)
Reportagens
Lima assinou duas reportagens que teriam desagradado o vereador de São José do Rio Preto. A primeira, publicada em 4 de setembro passado, foi intitulada “Eles querem voltar”. O texto falou sobre ex-vereadores que tentaram se reeleger e os chamou de “mortos-vivos da política”. A fotomontagem que acompanhava a matéria trazia a o rosto de treze políticos em corpos de zumbis.

Em “Estado cobra R$ 75,8 mil de autoridades”, de 20 de janeiro deste ano, o Diário da Região revela que políticos eram cobrados judicialmente pela prefeitura por impostos atrasados. Citando dados do Tribunal de Justiça, a matéria diz que Gelsi devia R$ 4,6 mil em Imposto Sobre Serviço (ISS).
O Comunique-se tentou contato com Gelsi, mas as ligações não foram atendidas. O gabinete do vereador também não retornou os telefonemas da reportagem. Por sua vez, a Comissão Nacional do PSDB alegou não ter conhecimento do assunto. Os diretórios estadual e municipal do partido também não se pronunciaram sobre o caso.

Comentários