Bom dia! Confira os destaques dos jornais e revistas deste domingo, 10 de março. “1ª Corrida e Caminhada da Mulher”, em Cabo Frio acontece hoje. As participantes podem optar por uma caminhada de 3 km ou corrida de 6 km no ato da inscrição.










Veja a versão digital da Folha

Folha de S.Paulo
O Estado de S.Paulo
Dilma reduz repasses para Estado de Eduardo Campos
O Globo
A Guerra do petróleo- Sem royalties, municípios do Rio cortam R$ 1,8 bi
Correio Braziliense
Mulheres marcadas pela covardia
Estado de Minas
BR 381- A primeira morte
Zero Hora
Esburacadas, emperradas, perigosas, caras
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Número de lares com armas de fogo cai nas últimas 4 décadas
The Washington Post (EUA)
Muito grande para ser salvo
The Guardian (Reino Unido)
Britânicos perdem fé no plano de austeridade de George Osborne
Le Monde (França)
Fukushima: Nós não estamos ainda prontos para imaginar o inimaginável
El País (Espanha)
União Europeia salva o Euro, mas perde apoio popular
Clarín (Argentina)
Grandes diferenças de preço entre supermercados

O Globo
Manchete: A Guerra do petróleo- Sem royalties, municípios do Rio cortam R$ 1,8 bi
Cidades produtoras suspendem desde obras de saneamento até de escolas e hospitais
Depois de o governo estadual cancelar pagamentos, oito prefeitos também adiam projetos e temem o caos na infraestrutura, além de desemprego
Com a aprovação pelo Congresso da redistribuição dos royalties de petróleo, municípios do Rio já cortaram RS 1,8 bilhão em obras programadas. Levantamento em oito cidades que mais recebem ou recursos mostra que foram suspensos projetos como saneamento em Macaé e contenção de encostas em Angra dos Reis, além de casas populares em Campos e escolas e hospitais em Cabo Frio, relatam Ramona Ordoñez e Bruno Rosa. “O petróleo está no mar, mas as pessoas estão em terra. Será uma tragédia”, disse Sabino, prefeito de Rio das Ostras. (Págs. 1 e 35)

Foto-legenda: Ilegal. E daí?
Infração por todo lado
Ciclistas ignoram a lei e tomam a área de lazer da Avenida Vieira Souto, em Ipanema, disputando espaço com pedestres e carrinhos de bebê. Sem fiscalização, a orla vira terra de ninguém nos fins de semana. As bicicletas deveriam circular apenas nas ciclovias, ocupadas irregularmente até por cães. (Págs. 1 e 27)
Trono vazio no Vaticano: Divisão pode levar a Papa inesperado
Vaticanistas acreditam que o impasse entre conservadores e reformistas põe em risco as chances dos cardeais tidos como favoritos no conclave que começa na terça-feira. Como na eleição de João Paulo II, um nome surpreendente pode se impor. (Págs. 1 e 47)



Incerteza na Venezuela: Um casal para substituir Chávez
Nicolás Maduro e Cilia Flores se conheceram em 1992, tentando tirar Hugo Chávez da cadeia. Duas décadas depois, presidente interino e advogada geral da Venezuela dividam o poder à moda dos Kirchner. (Págs. 1 e 43)
Direitos Humanos: Entre o dízimo e os carrões
Ex-engraxate, o pastor Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, é uma estrela gospel: tem uma mansão e três carros importados. (Págs. 1 e 10)
Novo cenário na OEA
Proposta de bolivarianos sobre direitos humanos perde fôlego na organização. (Págs. 1 e 12)
Polêmica na academia: Cartilha da CGU é alvo de críticas
Uma cartilha sobre gestão vem causando polêmica no meio acadêmico. Pinguelli Rosa, da UFRJ, diz que ela fere a autonomia universitária. A CGU, autora do texto, contesta as críticas. (Págs. 1, 13 e 14)
Baú da Câmara revela espionagem no litoral
Arquivos secretos da Câmara, só agora abertos, revelam que em 1968 a Marinha deteve um navio americano por espionagem, conta Evandro Enota. O alvo eram as reservas de petróleo. Mostram ainda que o SNI fiscalizava a vida dos parlamentares e acusou dois deles de pagar com verba pública telefonemas particulares. Narram também a busca fracassada por supostas cortas de Jânio Quadros na Suíça. (Págs. 1, 3 e 4)
O elo entre os empresários e os porões
A partir de documentos do Dops de São Paulo, José Casado e Chico Otávio mostram as estreitas relações de empresários paulistas com os nomes da ditadura. (Págs. 1 e 6)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Dilma reduz repasses para Estado de Eduardo Campos
Transferências federais voluntárias caem ao nível de 2006, quando adversário político governava Pernambuco

Enquanto o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), se movimenta em uma “campanha não assumida” à Presidência, o governo federal derruba repasses para financiar o Estado. Dados do Tesouro Nacional mostram que, em 2012, o valor enviado voluntariamente pelo governo foi de R$ 219 milhões, o menor desde 2006, último ano da gestão Jarbas Vasconcelos (PMDB), opositor do PT, informam Julia Duailibi e Bruno Boghossian. A participação de Pernambuco no total de transferências voluntárias cresceu durante o mandato de Campos e sob a gestão Lula. Passou de 5%, em 2007, para 14,6%, ou R$ 994 milhões, em 2010, quando disputou a reeleição com o apoio do PT. O assédio do governador a partidos pró-Dilma preocupa o Planalto, que prepara “contra-ataque” no Nordeste, onde ele tem visibilidade. (Págs. 1 e Nacional, A4)

‘Não ficaremos de joelhos’

Para o prefeito Luiz Marinho (PT), Campos deveria se candidatar só em 2018. E frisa que o partido “não ficará de joelhos” para que o governador não saia candidato. (Págs. 1 e A6)

Vencedores de leilão atrasam investimento em estradas
Levantamento feito pelo Estado mostra que quase 20% dos investimentos estabelecidos em edital para melhoria das condições das sete rodovias federais arrematadas pela iniciativa privada no primeiro leilão do governo Lula não foram aplicados. O volume de recursos definido pela ANTT deveria ter sido de R$ 4,5 bilhões, mas apenas R$ 3,8 bilhões foram aplicados. (Págs. 1 e Economia, B1)
Conclave procura papa do século 21
A Igreja entra no conclave que escolherá o novo papa, a partir de terça-feira, para completar a transição que começou com a escolha de Bento XVI. “Podemos considerar que será a primeira eleição para papa do Século XXI”, informa fonte do Vaticano. Não à toa, um dos embates pré-conclave foi sobre a transparência em relação aos escândalos da última década. (Págs. 1 e Vida, A 15 a A18)

Eleição

Os cardeais poderão votar duas vezes de manhã e duas à tarde. As cédulas serão queimadas em cada período. (Págs. 1 e A15)

Comoção nacional ajuda campanha de chavista
A comoção nacional causada pela morte de Hugo Chávez deve reforçar a votação em Nicolás Maduro, vice-presidente e indicado por ele como herdeiro político, informa Roberto Lameirinhas. Para analistas, porém, nenhum líder chavista tem influência para manter as massas sob controle. (Págs. 1 e Internação, A11)
Goiânia: Cachoeira emerge
Após 266 dias de prisão, Carlinhos Cachoeira, alvo da Operação Monte Carlo, aos poucos reata conexões políticas e econômicas. (Págs. 1 e Nacional, A9)
Brasil cita impunidade em reunião da SIP (Págs. 1 e Nacional, A8)


Mohamed El Erian: Economia é más políticas
Medidas políticas confusas contaminam condições econômicas. E isso se tornou, de forma incomum, mais frequente nas economias avançadas. (Págs. 1 e Economia, B9)
João Bosco Rabello: Em plena campanha
O modelo televisivo de governança prevalecerá como estratégia de campanha à reeleição. Enquanto houver notícias boas, elas irão ao ar. (Págs. 1 e Nacional, A10)
Notas & Informações: A safra do congestionamento
Enquanto se espera que promessas virem ações, a safra encalha nas estradas e portos. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Mulheres marcadas pela covardia
No Brasil,uma mulher é agredida a cada cinco minutos. Em 70,19% dos casos, o agressor é o atual ou o ex-companheiro e, quase sempre, o
crime ocorre dentro da residência do casal. O perfil da mulher que apanha e o dohomem que bate e mata podem ser facilmente identificados. Com base em estatísticas oficiais da Polícia Civil do DF e na opinião de especialistas, a Revista do Correio mostra o que está por trás desse processo em que o assassinato da parceira pode ser o desfecho mais trágico. (REVISTA DO CORREIO, CAPA E PÁGINAS 22 A 27)

Petrobras terá ano difícil, diz Graça Foster
Presidente da estatal nega, em entrevista ao Correio, que a empresa esteja em crise. Mas admite dificuldades. “Estamos em um momento em que temos de superar grandes desafios”, diz. (PÁGINAS 8 A 10)
Protestos contra Renan e Feliciano
Manifestações no DF, Rio e São Paulo pedem a saída de Renan da
presidência do Senado e a de Marco Feliciano da Comissão de
Direitos Humanos da Câmara. (PÁGINAS 3 E 4)

Sem14º e 15º, parlamentares querem é mais
Eles pretendem compensar fim dos salários extras equiparando o vencimento de deputados e senadores ao dos ministros do STF. Com isso, gastos do Congresso vão subir R$ 33,3 milhões até 2014. (PÁGINA 2)
Venezuela escolhe novo presidente em14 de abril
Adata para a eleição do sucessor de Hugo Chávez foi estabelecida pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE) após um dia de reunião.Chavistas aclamama decisão de embalsamar corpo do presidente morto. ( PÁGINA 18)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: BR 381- A primeira morte
Há 50 anos, começou com um agricultor de Ravena a sequência de tragédias e perda de vidas na rodovia.

O descaso de sempre

Ano após ano, centenas de pessoas morremna estrada, enquanto a duplicação continua apenas nas promessas.

Não é à toa que os 110 quilômetros da BR-381, entre BH e João Monlevade, ficaram conhecidos como Rodovia da Morte. No trecho,com cerca de 200 curvas, muitas delas bastante acentuadas, acidentes fatais viraram rotina. O poder público não tem estatística consolidada dos desastres.
Massó entre 2007 e 2012 foram 9.149, que mataram 461 pessoas na pista, fora as que morreram a caminho ou nos hospitais. Defasada para o trânsito atual,a duplicação,com correção de traçado e separação física das mãos de direção, é imperativa. Porém, só este ano, os editais para as obras foram adiados duas vezes. A partir de hoje, o Estado de Minas publica série de reportagens sobre os 50 anos da carnificina, numa lerta pela urgentíssima reforma da via.
(PÁGINAS 25 A 27)

O brasileiro amigo de dois papas
Enquanto se aguarda a sucessão de Bento XVI, conheça a história
do cardeal mineiro dom Lucas Moreira Neves, falecido em 2002,
que, ao exercer cargos importantes no Vaticano, gozou da intimidade dos papas Paulo VI e João Paulo II.
(PÁGINAS 20 E 21)

Eleições: Congresso discute tornar voto facultativo no País
Dezenove projetos na Cãmara e quatro no Senado propõem o fim da obrigatoriedade do voto. Mas a questão é polêmica e está longe de alcançar consenso entre políticos e estudiosos da matéria.
(PÁGINA 10)

Venezuela: Eleição presidencial é marcada para 10 de abril ( PÁGINA 22)


Petrobras: Presidente nega crise e garante os investimentos (Pág. 17)


------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Mais dívida e menos calote (Pág. 01)


A história em busca de resgate (Pág. 01)


Mais briga no PT (Pàg. 01)


Futuro da Igreja (Pág. 01)


Abreu e Lima não esquece de Hugo Chávez (Pág. 01)


------------------------------------------------------------------------------------
Veja
Manchete: Chávez 1954-2013- A herança sombria. (Pág. 1)


Quase 40
O 39º ministério de Dilma confirma: quantidade não tem a ver com eficiência. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Época

Manchete: Depois de Chávez
- O homem que quis se transformar em mito;

- Por que a América Latina precisa se livrar de seu legado;

- 0 fracasso de seu governo na Venezuela;

- O sucesso dos países que fizeram o contrário do que ele pregava. (Pág. 1)

Conclave
As preces, as articulações políticas e as dúvidas dos cardeais na eleição do novo papa. (Pág. 1)
Colunas
- Felipe Patury revela que Mônica Veloso não tem pena do Senado;

- Walcyr Carrasco sente pena de moças como Eliza Samudio;

- Ruth de Aquino critica a pena a que foi condenado o goleiro Bruno. (Pág. 1)

------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ

Manchete: Uma história de paixão e loucuras
A ex-mulher do vocalista do Charlie Brown Jr. revela como era sua relação com o cantor, as razões da separação e como ele mergulhou nas drogas e na depressão que o levaram à morte.

“Tentei de tudo m para salvar o Chorão”
Graziela Gonçalves, ex-esposa do cantor. (Pág. 1)

Hugo Chávez
Para onde vai a Venezuela depois do caudilho. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ Dinheiro
Manchete: Os negócios bilionários do pré-sal
A saga do novo petróleo brasileiro já rende fortunas para as grandes empresas. Saiba como GE, Líder Aviação, 3M, Helibras, Prysmian, Rolls-Royce e outras estão faturando alto nessa corrida. (Pág. 1)

Fornecedores

Como vender produtos e serviços à Petrobras e participar de um mercado de US$ 400 bilhões.

Plataformas

Por dentro das cidades flutuantes em alto-mar.

Exclusivo: Os planos da Bovespa para salvar as corretoras. (Pág. 1)


------------------------------------------------------------------------------------
Carta Capital

Manchete: A morte de um líder
Hugo Chávez (1954-2013) (Pág. 01)
Ditadura: Recordações do martírio de Frei Tito. (Pág. 1)


Royalties: Como o Congresso implodiu a Federação. (Pág .1)


Vaticano: As facções digladiam-se. (Pág. 1)


------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Esburacadas, emperradas, perigosas, caras
ZH mostra em caderno encartado nesta edição como a combinação de baixos investimentos, falta de fiscalização, burocracia e irregularidades faz da malha rodoviária gaúcha uma das piores do Brasil. (Pág. 1)
Sucessão na Venezuela
Futuro incerto para os herdeiros de Chávez. (Págs. 1, 4 e 5)
Tragédia em Santa Maria
Inquérito detalha quatro anos de erros e omissões. (Págs. 1, 30 e 31)
Silêncio! Cardeais votando
O local, as regras e as especulações sobre a eleição do novo papa. (Págs. 1 e 23 a 27)
------------------------------------------------------------------------------------

Comentários